Artigo

Os grandes filmes que estão a chegar

«Em Parte Incerta», de David Fincher, dá o pontapé de saída: nos próximos meses, vão chegar às salas muitos filmes com olho nas receitas e prémios. É uma batalha com pouco espaço para cinema europeu.

Com o fim do verão e das suas grandes extravagâncias - não tanto como é habitual, as receitas ficaram 15% abaixo das de 2013 -, os estúdios de Hollywood preparam-se para apresentar novas propostas: umas de cariz mais comercial e outras que terão em vista não só arrecadar grandes receitas, mas também recolher o prestígio dos prémios, numa temporada que começa agora e culminará na cerimónia dos Óscares.

Nos EUA e em Portugal, tudo começa com «Em Parte Incerta», de David Fincher, de que se esperam bons resultados nas bilheteiras não obstante poder ser forte demais para os gostos de algum público. O mesmo poderá acontecer com os prémios, mas será difícil, pelo menos, esquecer Rosamund Pike como fortíssima candidata a melhor atriz.

Nas próximas semanas, todas as atenções estarão em títulos como «Fúria», com Brad Pitt, «Interstellar», de Christopher Nolan, «The Hunger Games: A Revolta - Parte 1», com Jennifer Lawrence, «Exodus: Deuses e Reis», com Christian Bale, ou conclusão de «O Hobbit», todos em estreia simultânea no mercado internacional.

A animação ficará por conta de «Os Pinguins de Madagáscar» e «Big Hero 6 - Os Novos Heróis» e Portugal terá ainda direito a dois filmes lançados no verão nos EUA: «Boyhood: Momentos de Uma Vida», que Richard Linklater rodou ao longo de 12 anos, e «Tartarugas Ninja: Heróis Mutantes», com Megan Fox.

Na órbita de todos estes filmes estão outros, americanos e alguns europeus, em busca da atenção do público. O SAPO Cinema reuniu muitos dos que estarão entre os mais falados nos próximos meses.

Comentários