Artigo

Óscar de melhor atriz ganho por Joan Fontaine em 1941 vai a leilão

A venda da estatueta é um acontecimento raro e é o mais cobiçado dos bens da atriz que serão leiloados nos próximos meses.

A atriz Joan Fontaine faleceu em 2013, aos 96 anos, e o seu Óscar vai ser leiloado a 11 de dezembro. A casa especializada Christie's, responsável pela venda dos bens em vários leilões entre novembro e janeiro, estima que possa render entre 200 e 300 mil dólares.

Joan Fontaine foi a única profissional da representação a ganhar um Óscar por um filme do realizador Alfred Hitchcock. Aconteceu com «Suspeita» em 1941, onde tinha como parceiro Cary Grant, e é geralmente considerado uma compensação por não ter sido distinguida no ano anterior pelo superior «Rebecca».

O leilão é um acontecimento raro pois, a partir de 1950, a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas proíbe vencedores, herdeiros ou responsáveis pelo espólio, de vender o troféu sem primeiro oferecê-lo à Academia por um dólar.

Curiosamente, os únicos premiados com Óscares anteriores a 1950 ainda vivos são atores: Luise Rainer (Melhor Atriz em 1936 e 37), Margaret O'Brien (prémio juvenil em 1944), Claude Jarman, Jr. (prémio juvenil em 1946) e Olivia de Havilland (Melhor Atriz em 1946 e 49). A última, com 98 anos, é irmã de Joan Fontaine.

Os rendimentos obtidos com a venda dos bens de Fontaine podem chegar a um milhão de dólares, que irão beneficiar a Sociedade para a Prevenção da Crueldade contra os Animais em Monterey, no norte da Califórnia.

Comentários