Artigo

Prémios que distinguem o melhor do cinema português são entregues hoje

«Até Amanhã Camaradas», de Joaquim Leitão, é o mais nomeado para os Prémios Sophia.

Os Prémios Sophia, que distinguem filmes e protagonistas do cinema português, cumprem hoje a terceira edição, no Centro Cultural de Belém, em Lisboa, numa cerimónia que será dedicada à música no cinema nacional.

Com apresentação de Ana Sofia Martins, a cerimónia contará com a atribuição de prémios em quase vinte categorias, com o realizador Joaquim Leitão a destacar-se nesta edição, duplamente nomeado: pela longa-metragem «Quarta Divisão» e «Até Amanhã Camaradas», que, aliás, soma quinze nomeações, na grande maioria das categorias. Joaquim Leitão pegou nas filmagens que tinha feito há dez anos para a série televisiva a partir do romance homónimo de Manuel Tiago (pseudónimo literário de Álvaro Cunhal), e fez uma longa-metragem, estreada em 2013.

Para melhor filme estão ainda nomeados «A Última Vez que Vi Macau», de João Rui Guerra da Mata e João Pedro Rodrigues, «É o Amor», de João Canijo, e «Comboio Noturno para Lisboa», de Bille August (com coprodução minoritária portuguesa).

A cerimónia terá como tema a música no cinema português, desde o começo do sonoro, e contará com a participação de Pedro Abrunhosa, Sérgio Godinho, noiserv, Pedro Jóia e Gisela João.

O diretor de fotografia Eduardo Serra, o produtor Henrique Espírito Santo e o realizador José Fonseca e Costa vão receber o prémio Sophia de carreira pelo contributo para o cinema.

Comentários