Artigo

Qual a maior "estupidez" na carreira de John Lithgow? Recusar ser o Joker

O ator arrepende-se de ter recusado ser o vilão no primeiro "Batman" de Tim Burton, que acabou por ir para Jack Nicholson.

John Lithgow era o preferido do realizador Tim Burton para ser o Joker, o grande adversário de Michael Keaton no primeiro "Batman", de 1989.

O ator revelou pela primeira vez como deixou passar a oportunidade e o seu arrependimento.

"O meu pior teste foi para Tim Burton no 'Batman'", contou ao 'site' Vulture.

"Nunca contei a ninguém esta história, mas tentei convencê-lo que não era a escolha certa para o papel e consegui. Não percebi que era algo tão importante. Cerca de uma semana mais tarde ouvi que eles estavam atrás do Robin Williams e Jack Nicholson", recordou.

Era a segunda vez que deixava escapar a personagem pois Joe Dante também o tinha escolhido para um projeto "Batman" que acabou por não avançar.

Para justificar a recusa, Lithgow recordou que estava a fazer uma peça.

"Estava a fazer 'Madame Butterfly' na Broadway e era um espetáculo cansativo. Significaria deixar esse espetáculo e ir logo para o filme e disse 'Acho que não consigo'. Que tal isso como estupidez? Os atores não são necessariamente pessoas espertas", concluiu.

O papel acabou por ficar para Jack Nicholson, que se tornou um homem muito rico: cortou no salário habitual em troca de uma percentagem dos lucros, principalmente dos brinquedos com a sua cara, e acabou por levar ao bolso mais de 50 milhões de dólares.

Comentários