Artigo

Queer Lisboa - Filme do dia: Yo Soy la Felicidad de este Mundo»

Com claros traços autobiográficos, a história segue a visão conturbada de um realizador que navega entre o processo de criação artística e a sua própria realidade objetiva.

Emiliano (Hugo Catalán) olha para a sua vida com os olhos de um realizador, misturando a realidade objectiva com os processos de criação artística. A história que ele filma debate-se com a sua vida diária, até que o seu mundo fica preso na lente da sua câmara. Confuso, sempre sozinho em frente ao ecrã agora tornado realidade transfigurada, mas ao mesmo tempo determinável, controlável e manipulável, ele ouve uma música em «loop»: uma daquelas canções que cantas ou repetes de forma a lembrar, acreditar e convencer-te a ti mesmo.

Exibido na Competição de Longas-Metragens, o filme tem claros traços autobiográficos. O realizador Julián Hernández é já uma presença conhecida no Queer Lisboa, tendo o seu monumental «Rabioso Sol, Rabioso Cielo» recebido uma menção honrosa do Júri na 13ª edição do Festival, em 2009.

«Yo Soy la Felicidad de Este Mundo» é exibido hoje, 23 de setembro, às 22h00, no Cinema São Jorge, em Lisboa.

Consultar programação

Comentários