Artigo

Revelado o título oficial do episódio 7 de «Star Wars»

Uma especulação chegou ao fim e novas teorias vão começar: o novo «Star Wars» tem oficialmente um título.

Depois de «A Ameaça Fantasma», «O Ataque dos Clones», «A Vingança dos Sith», Uma Nova Esperança», «O Império Contra-Ataca» e «O Regresso de Jedi», a Disney revelou o título do novo episódio da saga «Star Wars»: «The Force Awakens» («A Força Desperta», em tradução literal).

O anúncio é uma das poucas informações oficiais de um projeto rodeado de especulações nos últimos meses. O último é sobre o papel de Luke Skywalker: será um dos heróis ou vilões?

O mais recente rumor alega que a personagem se auto-exilou para não influenciar o resto da sociedade, temendo cair nas mesmas ilusões de poder que transformaram o seu pai em Darth Vader. Isso, juntamente com o poder da Força que detém, acabam por o afectar profundamente, e apenas na última parte do filme se saberá de que lado está a personagem.

A sinopse, divulgada em vários fóruns na internet, aponta para que, 30 anos após os acontecimentos de «O Regresso de Jedi», Han Solo (Harrison Ford) e Chewbacca liderem um grupo em busca do desaparecido Luke Skywalker (Mark Hamill) e que, durante a jornada, visitarão alguns dos mais icónicos locais da saga, como Endor, Dagobah, Tatooine e o planeta gelado de Hoth.

Mark Hamill (Luke), Harrison Ford (Han Solo) e Carrie Fisher (Princesa Leia), estão de volta, bem como Anthony Daniels (C3PO), Peter Mayhew (Chewbacca) e Kenny Baker (R2-D2). Entre os novos rostos contam-se Oscar Isaac («A Propósito de Llewyn Davis»), Andy Serkis («O Senhor dos Anéis»), Domhnall Gleeson («Dá Tempo ao Tempo»), Max von Sydow («O Exorcista»), Lupita Nyong’o («12 Anos Escravo»), Daisy Ridley, John Boyega («Ets in da Bairro»), Adam Driver (da série «Girls»), Gwendoline Christie e Miltos Yerolemou (ambos de «A Guerra dos Tronos»).

Os rumores mais recentes apontam para o lançamento de um primeiro trailer pelo natal, isto é, cerca de um ano antes da estreia, marcada para 18 de dezembro de 2015.

Comentários