Artigo

Salas de cinema perdem um milhão de espetadores até abril

As salas de cinema portuguesas perderam quase um milhão de espetadores até abril, face ao mesmo período de 2012, uma quebra de 21% na assistência, que correspondeu a uma diminuição de 23,4% nas receitas de bilheteira.

De acordo com os dados estatísticos do Instituto do Cinema e Audiovisual (ICA), nos primeiros quatro meses deste ano, contabilizaram-se 3.548.137 espetadores, que comparam com 4.480.406 no mesmo período de 2012. Apesar da queda na assistência ser uma constante desde o início do ano, acentuou-se no mês de abril com uma queda de quase 50%, para 666.992 espetadores.

Esta descida é acompanhada também por uma redução das receitas de bilheteira, de 24 para 18,4 milhões de euros entre janeiro e abril, sendo que no último mês caíram para menos de metade do que no período homólogo (de 7,3 para 3,5 milhões de euros).

A ZON Lusomundo, principal distribuidor, registou nos primeiros quatro meses deste ano uma quebra de 5,6% no número de espetadores e de 11% no volume de vendas para 11 milhões de euros.

No que respeita aos exibidores, a Socorama, que detinha mais de uma centena de salas de cinema em todo o país e abriu um processo de falência por dívidas a fornecedores, liderou as perdas de receitas, com uma redução de 69% face ao mesmo período em 2012, ficando-se pelos 1,1 milhões de euros.

Até abril, o título «Os Croods», um filme de animação, com 248.803 espetadores, foi o mais visto nas salas portuguesas.

Entre os filmes portugueses, o mais visto - apesar de ter tido uma participação minoritária na produção - foi, de acordo com o ICA, «Comboio Noturno para Lisboa».

Comentários