Artigo

Sindicato de realizadores dos EUA anuncia os seus nomeados

Richard Linklater e Alejandro González Iñárritu estão na lista divulgada. As escolhas deste grupo costumam antecipar o vencedor da categoria nos Óscares.

O Sindicato de Realizadores de cinema, televisão e publicidade nos EUA indicou os seus nomeados aos prémios com que distinguem anualmente os melhores do ano.

Em relação a 2014, os eleitos na área de cinema são Richard Linklater («Boyhood: Momentos de uma Vida»), Alejandro González Iñárritu («Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância)»), Clint Eastwood («Sniper Americano»), Wes Anderson («Grand Budapest Hotel») e Morten Tyldum (»O Jogo da Imitação»).

Clint Eastwood e Morten Tyldum são as maiores surpresas e apenas o primeiro e Iñárritu já tinham sido nomeados para este prémio. Entre os cinco, só Eastwood já o ganhou: por «Imperdoável» e «Million Dollar Baby - Sonhos Vencidos», além de ter uma distinção pelo conjunto da carreira.

Tradicionalmente entre um e dois dos escolhidos do sindicato, composto por 14.500 membros, não coincidem com os dos Óscares, onde votam 382 pessoas. Estas são as boas notícias para alguns dos ausentes de uma categoria com grande competição: Ava DuVernay («Selma»), Angelina Jolie («Invencível»), David Fincher («Em Parte Incerta»), Bennett Miller («Foxcatcher»), James Marsh («A Teoria de Tudo») e Damien Chazelle («Whiplash - Nos Limites»).

Por outro lado, apenas por sete vezes em 66 edições o eventual vencedor não coincidiu com a escolha da Academia. A mais recente foi em 2013, quando Ben Affleck foi distinguido por «Argo» e nem sequer estava nomeado. Antes disso é necessário recuar até 2003, quando Rob Marshall ganhou por «Chicago» e o Óscar foi para Roman Polanski por «O Pianista», para encontrar nova divergência.

O vencedor será conhecido a 7 de fevereiro.

Comentários