Artigo

Sindicato dos Produtores divulga os melhores filmes de 2013

«Golpada Americana», «Her – Uma História de Amor» ou «Ao Encontro de Mr. Banks» estão entre os 10 nomeados ao troféu de Melhor Filme do Ano do Sindicato de Produtores da América, um importante barómetro para os Óscares.

Desde 1989 que a Producers Guild of America (PGA), uma organização que agrega cerca de 4700 produtores de cinema e televisão dos EUA, atribui anualmente o troféu para o melhor filme do ano. E nos últimos 24 anos, só oito vezes é que esse galardão não coincidiu com o Óscar de Melhor Filme. A fiabilidade na equivalência entre os dois prémios pode ser aferida pelo facto de que, quando a Academia mudou o número de nomeados ao troféu principal de cinco para até 10, a PGA fez exatamente o mesmo (fixando-se mesmo na dezena), assumindo também a mesma alteração no processo de votação.

Este ano, os 10 nomeados ao troféu de Darryl F. Zanuck para produtor do ano são «Golpada Americana», «Blue Jasmine», «Capitão Phillips», «O Clube de Dallas», «Gravidade», «Her - Uma História de Amor», «Nebraska», «Ao Encontro de Mr. Banks», «12 Anos Escravo» e «O Lobo de Wall Street». A ausência mais notada na lista é a de «A Propósito de Llewyn Davis», além de «Quando Tudo Está Perdido», «Um Quente Agosto», «Filomena», «O Sobrevivente» e «A Vida Secreta de Walter Mitty».

Nas categorias de animação, os nomeados são «Os Croods», «Gru - O Maldisposto 2», «Epic - O Reino Secreto», «Frozen - O Reino do Gelo» e «Monstros: A Universidade». Já no campo dos documentários, os nomeados, que nunca tiveram estreia comercial em Portugal, são «A Place at the Table», «Far Out Isn't Far Enough: The Tomo Ungerer Story», «Life According to Sam», «We Steal Secrets: The Story of WikiLeaks» e «Which Way is the Front Line from Here? The Life and Times of Tim Hetherington».

Os vencedores serão anunciados a 19 de janeiro numa cerimónia no Beverly Hilton Hotel, onde serão ainda entregues prémios honorários à dupla de produtores Barbara Broccoli & Michael G. Wilson, que asseguram os destinos da série James Bond, a Robert Iger, o atual dirigente máximo da Disney, a Peter Jackson & Joe Letteri (este último responsável pela empresa de efeitos visuais WETA), e ao filme independente «Fruitvale Station - A Última Paragem».

Comentários