Artigo

Sucesso de «Em Parte Incerta» e «Annabelle» desafia previsões

Num fim de semana dominado pelo terror, o filme de David Fincher e o sucessor de «A Evocação» dominaram as bilheteiras americanas e ultrapassaram as expectativas de estúdios e analistas.

«Em Parte Incerta», que disseca a relação de terror de um casal, rendeu 38 milhões de dólares na sua estreia este fim de semana nos EUA. Por sua vez, o filme de terror «Annabelle» conseguiu 37,2 milhões. A previsão dos estúdios e analistas de mercado era na ordem dos 25 milhões.

Tratam-se de tipos diferentes de sucesso: a adaptação que David Fincher fez do «best-seller» de Gillian Flynn é um razoável investimento de estúdio - custou 61 milhões - que se tornou a melhor estreia na carreira do realizador e trata-se de um filme adulto - isto é, maiores de 25 anos, que foram 75% da sua audiência, que era 60% feminina. Encabeçado por Ben Affleck e Rosamund Pike, deverá ter uma longa vida nas salas e ser referência na temporada de prémios de cinema.

O caso de «Annabelle» é impressionante de outra forma: trata-se de uma prequela da história do sucesso «The Conjuring - A Evocação». Sem estrelas de cinema, custou apenas 6.5 milhões, pelo que já está a dar lucro antes da inevitável e gigantesca queda de receitas no próximo fim de semana, como é habitual no género.

Outro filme de terror, «Left Behind», com Nicolas Cage, baseado numa série de «best-sellers» de cariz critão, conseguiu quase 7 milhões. Com más reacções dos espetadores nos inquéritos à saída da sala e as piores críticas do ano, não terá o impacto comercial de filmes religiosos como «God's Not Dead» e «O Céu Existe Mesmo».

Comentários