Artigo

Tom Clancy, o criador de Jack Ryan, morre aos 66 anos

O escritor norte-americano Tom Clancy, popularizado pelos «thrillers» de espionagem modernos protagonizados por Jack Ryan, faleceu aos 66 anos. Muitos dos seus filmes foram adaptados ao cinema em «blockbusters» de Hollywood.

O escritor terá falecido no Hospital de Baltimore, segundo comunicou o seu editor ao confirmar o óbito. A causa da morte ainda não foi divulgada.

Numa carreira com mais de 30 anos, Tom Clancy especializou-se em «thrillers» militares altamente detalhados e complexos, que se tornaram popularíssimos. Escreveu 28 romances (o último dos quais, «Command Authority», será publicado em dezembro), 17 dos quais atingiram a lista dos «best-sellers» do «New York Times».

A sua personagem mais popular é Jack Ryan, cujas aventuras já foram transpostas quatro vezes ao cinema, com um quinto filme a caminho: «A Caça ao Outubro Vermelho» (1990), de John McTiernan, com Alec Baldwin como Ryan, «Jogos de Poder - O Atentado» (1992) e «Perigo Imediato» (1994), ambos de Phillip Noyce e com Harrison Ford como o herói, e «A Soma de Todos os Medos» (2002), de Phil Alden Robinson e protagonizado por Ben Affleck. Todos estes filmes foram adaptados diretamente de romances com o mesmo título original, o que não sucede com o futuro «Jack Ryan: Shadow One», que parte de um argumento original, é realizado por Kenneth Branagh e protagonizado por Chris Pine, tendo estreia internacional prevista para dezembro de 2013.

Comentários