Artigo

Trailer de «Steve Jobs» comove Steve Wozniak, co-fundador da Apple

Ainda que não se reconheça em Seth Rogen, que o interpreta no filme de Danny Boyle, o pioneiro tecnológico admitiu que existiram imagens que despertaram memórias.

O novo trailer de «Steve Jobs», revelado na última quinta-feira, despertou memórias e emocionou Steve Wozniak, co-fundador da Apple.

O filme de Danny Boyle não ignora o lado menos simpático de Jobs, que faleceu em 2011 e é interpretado por Michael Fassbender, incluindo o repúdio da filha Lisa.

«Foi difícil para mim, mesmo não me metendo [no assunto], quando Jobs recusou reconhecer a sua filha quando o dinheiro não tinha importância e quase posso chorar recordando isso», respondeu Wozniak ao Bloomberg numa reação às imagens.

O co-fundador da empresa falou com Aaron Sorkin antes de este escrever o argumento, conheceu o elenco e jantou com Seth Rogen, que o interpreta no filme, mas não teve influência na obra e acrescentou que os filmes sobre a Apple raramente representam com rigor o que aconteceu, tanto mais que os próprios envolvidos têm memórias diferentes, mas que o sentido geral costuma estar correto.

«A fidelidade fica para segundo lugar ao relação ao entretenimento num filme como este», esclareceu.

Um exemplo disso mesmo, de acordo com o próprio, é o momento nas imagens em que surge a acusar Jobs de colher os louros pelas suas criações e as de outros.

«Não falo daquela forma. Nunca acusaria o interface gráfico de ser roubado. Nunca fiz comentários no sentido de me terem subtraído reconhecimento».

Apesar das liberdades criativas, Wozniak irá ver o filme. «As frases que ouvi serem ditas não seriam coisas que eu diria, mas transportavam a mensagem certa, pela menos parcialmente. Senti muito do verdadeiro Jobs no trailer, ainda que um pouco exagerado».

«Steve Jobs» estreia a 12 de novembro em Portugal.

Comentários