Artigo

Vilões de Homem-Aranha vão ter dois filmes em nome próprio

«Sinister Six» e «Venom» serão spin-offs da saga «O Fantástico Homem-Aranha», cujo segundo filme já está nos cinemas. As fitas ainda não têm data de estreia mas os produtores contaram-nos o que aí vem.

Durante a promoção de «O Fantástico Homem-Aranha 2: O Poder de Electro», os produtores Avi Arad e Matt Tolmach divulgaram alguns detalhes sobre os novos spin-offs que estão na calha, impulsionados pela história central do aracnídeo.

Em conversa com os dois em Paris, onde apareceram com t-shirts com desenhos do Venom, os produtores fizeram questão de confirmar que «Sinister Six» e «Venom» serão uma realidade nos cinemas nos próximos anos.

«Vamos fazer 'Sinister Six' e 'Venom'. Todos os nossos vilões são muito diferentes e temos muito para explorar», disse Avi Arad durante uma conversa com cerca de duas dezenas de jornalistas.

«Sinister Six» refere-se às histórias que, na BD, juntam uma equipa de seis super-vilões tirados do universo de Homem-Aranha. A primeira versão do grupo de vilões era liderada pelo Dr. Octopus mas os membros da equipa foram mudando ao longo dos anos e, portanto, não é ainda certo que maus da fita farão parte do filme. Jamie Foxx, como Electro, e DaneDeHaan, como o Duende Verde, são escolhas prováveis mas nada está ainda confirmado. A fita chegará ao cinema pelas mãos do realizador Drew Goddard. Quanto à película com «Venom» como personagem central, será dirigida por Alex Kurtzman.

Quando questionado sobre se o próprio Homem-Aranha fará aparições nestes filmes, Matt Tolmach diz apenas que «tudo é possível, temos as personagens à nossa disposição e vamos tirar o melhor proveito delas».

Muito se tem especulado sobre a possibilidade de cruzar personagens do universo Marvel cujos direitos cinematográficos estão em estúdios diferentes. Os de «Homem-Aranha» estão com a Sony, a Fox tem consigo os direitos para os «X-Men», enquanto a Disney detém os direitos para as restantes personagens. Sobre possíveis cruzamentos entre esses universos, Avi Arad diz: «Há tantas histórias do Homem-Aranha que não precisamos de as cruzar com outras séries da Marvel. Os outros vilões de outras sagas não seriam os certos para o Homem-Aranha. Acho que pode acontecer um dia, se as pessoas sentirem essa necessidade, mas não acho que precisemos disso».

Quanto ao filme que já está nos cinemas, os produtores garantem que o que tem de mais importante é a dinâmica entre duas personagens e a química entre dois atores, Andrew Garfield e Emma Stone. «A química deles no ecrã é espectacular. É de um tipo que acontece uma ou duas vezes numa geração. A ligação e alegria que eles têm quando representam juntos são notáveis», explicou Matt Tolmach.

«Lembro-me de estarmos em Chinatown a rodar uma cena e estar um frio horrível. Toda a gente se estava a queixar e pedia cafés quentes, eles estavam ali sem qualquer agasalho e ninguém diria. Eles são verdadeiros profissionais», acrescentou o produtor.

Para Tolmach «a história de amor é o centro deste filme. Há muita coisa a acontecer com o Peter (Parker) e o Homem-Aranha, há vilões a aparecer de todo o lado mas o que está no centro e nos faz realmente temer neste filme são estas duas pessoas e o que lhes poderá acontecer».

«O Fantástico Homem-Aranha 2: O Poder de Electro» estreou na passada quinta-feira nos cinemas portugueses.

Veja aqui todas as entrevistas ao elenco e ao realizador do filme

O SAPO Cinema viajou a convite da Sony Pictures Portugal

Comentários