Filme

A Minha Viagem a Itália

  • Il Mio viaggio in Italia

Ficha Técnica

Sinopse

Depois de uma extraordinária lição sobre cinema americano, Martin Scorsese leva-nos numa nova viagem, desta vez pela história do cinema italiano, do pós II Guerra até à década de 60. De origem siciliana, o realizador nascido nos Estados Unidos conta que, só muito mais tarde, na sua vida se deu conta de como a sua carreira havia sido marcada pela influência do cinema italiano, primeiro com os filmes de Roberto Rossellini (Roma, Cidade Aberta, Paisà, Alemanha Ano Zero) e depois com a descoberta do neo-realismo de Vittorio De Sica em Ladrões de Bicicletas e Umberto D. A MINHA VIAGEM A ITÁLIA acaba, então, por nos levar às memórias de infância do realizador mas também por nos revelar quão decisivas foram algumas destas obras na sua aprendizagem e forma de filmar. De Rossellini a Fellini, de Vittorio De Sica a Luchino Visconti, este filme é uma homenagem apaixonada a alguns dos maiores nomes do cinema italiano, através do olhar de um cineasta que dispensa apresentações.

Comentários