Artigo

Crato: vila alentejana transforma-se num festival de verão

Durante o ano são aproximadamente 1600 pessoas que vivem no Crato. Mas, no fim de semana do festival o número aumenta e a vila recebe mais de 15 mil festivaleiros, por dia.

A pacatez do Crato vai acabar no dia 26 de agosto, o primeiro dia do Festival do Crato. No palco montado no centro da vila, Soja, Marcelo D2 e Carlão vão fazer as honras da casa, numa noite onde o reggae e o hip hop vão combinar com a liberdade e tranquilidade da vila localizada a 22km de Portalegre.

Para os que pensam que é impossível combinar uma feira de artesanato e gastronomia com concertos de artistas que andam nos tops das rádios do mundo, o segundo dia do festival prova que não. James Arthur, vencedor do programa “X Factor” no Reino Unido, é a principal atração.

No dia 27, que abre com Carminho, Selah Sue, artista revelação em 2012 para a revista Rolling Stone, é uma das surpresas do cartaz. Lançado em 2012, o primeiro álbum da cantora belga vendeu mais de 720 mil cópias na Europa. No mesmo ano, Selah Sue atuou nos principais festivais, como por exemplo o Coachella.

“Another Love” e “Real Love” são dois dos singles de maior sucesso de Tom Odell, que atua no Festival do Crato a 28 de agosto, numa noite dominada por portugueses – Azeitonas com António Zambujo & Luísa Sobral e D.A.M.A..

A fechar a 31ª edição, os Guano Apes, que conhecem tão bem Portugal, são os cabeças de cartaz. A banda vai subir ao palco do Festival do Crato depois dos Linda Martini e dos The Black Mamba.

Quatro dias que combinam o artesanato e a gastronomia com música. Quatro dias em que a pacata vila do Crato se transforma num verdadeiro festival, onde os habitantes convivem em total harmonia com os festivaleiros de todas as idades.

Ouça a playlist exclusiva do festival no MEO Music

Comentários