Pessoa

Anthony Mann

Emil Anton Bundesmann

  • US

  • Nasceu a 30 de Junho de 1906

  • Faleceu a 29 de Abril de 1967

Anthony Mann (San Diego, 30 de Junho de 1906 — Berlim, 29 de Abril de 1967) foi um actor e realizador de cinema norte-americano. Nascido com o nome de Emil Anton Bundmann, começou a sua carreira como actor em Nova Iorque...

Anthony Mann (San Diego, 30 de Junho de 1906 — Berlim, 29 de Abril de 1967) foi um actor e realizador de cinema norte-americano. Nascido com o nome de Emil Anton Bundmann, começou a sua carreira como actor em Nova Iorque, na Broadway, onde se tornou também encenador.

Em 1938, mudou-se para Hollywood, onde se juntou aos estúdios de David O. Selznick.

Tornou-se assistente de realização em 1942, ao dirigir trabalhos de baixo orçamento para a RKO e para a Republic Films. Os seus primeiros filmes pertenciam ao género do Film Noir, como Desperate, Railroaded!, T-Men e Raw Deal. Estes filmes são, geralmente, bem considerados pelos cinéfilos da actualidade ainda que o que tenha dado fama a Mann tenham sido os seus filmes Western, principalmente um ciclo protagonizado por James Stewart, a partir da década de 1950: Winchester 73 ( 1950) (pt: Montana Winchester), Bend of the River ( 1952), The Naked Spur ( 1953), The Far Country e The Man from Laramie (ambos de 1955). Outro western famoso de Mann é Man of the West ( 1958), com Gary Cooper.

Mann é geralmente elogiado pela sensibilidade visual com que tratava a paisagem do oeste americano, dando-lhe um significado especial, ligado ao drama humana que é objecto dos seus filmes. Os temas preferidos de Mann aproximam-se dos da Tragédia Grega, envolvendo heróis angustiados tentando resolver os seus dolorosos e confusos problemas pessoais.

Na década de 1960, Mann deixou de lado os Westerns para se concentrar na realização de dois filmes épicos para o produtor Samuel Bronston: El Cid ( 1961) (pt: El Cid, o Campeador) - e The Fall of the Roman Empire ( 1964) (pt: A queda do Império Romano), exemplos notáveis da forma como Mann conseguia aliar o drama humano, numa perspectiva épica, onde a paisagem e a arquitectura estabelecem uma relação íntima com o drama das personagens.

Anthony Mann realizou a primeira hora de Spartacus, que foi terminado por Stanley Kubrick, depois de divergências com o protagonista e produtor do filme Kirk Douglas.

Foi casado com a actriz espanhola Sara Montiel, que dirigiu em Serenade (1956).

Morreu de um ataque cardíaco em 1967 em Berlim durante a rodagem do filme de espionagem A Dandy in Aspic. O filme foi, depois, terminado por Laurence Harvey, que pertencia ao casting.

Pelas suas contribuições para a indústria cinematográfica, Anthony Mann teve direito a uma estrela no Passeio da Fama, de Hollywood, em 6229 Hollywood Blvd.

Retirado de Sapo Saber a 12-09-2010

Comentários