Pessoa

Artur Semedo

  • PT

  • Nasceu a 02 de Novembro de 1924

  • Faleceu a 08 de Fevereiro de 2001

Artur Francisco da Cunha Semedo (Arronches, Portalegre, 2 de Novembro de 1924 — Lisboa, 8 de Fevereiro de 2001) foi um cineasta e actor português.

Artur Francisco da Cunha Semedo (Arronches, Portalegre, 2 de Novembro de 1924 — Lisboa, 8 de Fevereiro de 2001) foi um cineasta e actor português.

Conclui o liceu em Portalegre, transferindo-se para Lisboa onde é aluno do Colégio Militar (1936). Frequenta o Curso de Biologia da Universidade de Coimbra, acabando por ingressar no Conservatório Nacional de Teatro (1949) onde lhe é atribuído o Prémio Eduardo Brazão. Actor, empresário teatral, realizador e produtor televisivo, foi homenageado pela Sociedade Portuguesa de Autores em 2002, a título póstumo.

Participou em filmes como Os Saltimbacos (1951) e Nazaré (1952) de Manuel Guimarães; Duas Causas (1953), Vidas sem Rumo (1956), Perdeu-se um Marido (1957) e A Maluquinha de Arroios (1970) de Henrique Campos; Chaimite (1953) de Jorge Brum do Canto; Sofia e Educação Sexual (1974), O Funeral do Patrão (1976) e Saudades para D. Genciana (1986) de Eduardo Geada; A Confederação (1978) de Luís Galvão Teles; O Estado das Coisas (1982) de Wim Wenders; A Estrangeira (1983) de João Mário Grilo; Rosa de Areia (1989) de António Reis e Margarida Cordeiro; No Dia dos Meus Anos (1992) de João Botelho.

Na televisão integrou o elenco de variadas sitcoms e séries (1987 - Humor de Perdição, 1980 - Le Comte de Monte-Cristo e Retalhos da Vida de Um Médico, 1961 - As Aventuras de Eva, 1960 - A Lena e o Carlos).

Cineasta, realizou mais de cinco longas-metragens (1991 - Um Crime de Luxo, 1987 - O Querido Lilás, 1986 - O Barão de Altamira, 1978 - O Rei das Berlengas, 1974 - Malteses, Burgueses e às Vezes..., 1956 - O Dinheiro dos Pobres).

No Brasil, Semedo trabalhou em alguns filmes, entre eles (1964 - Viagem aos Seios de Duília e Crônica da Cidade Amada de 1965 no episódio O Homem que se Evadiu).

Retirado de Sapo Saber a 31-03-2011

Comentários