Pessoa

Henrique Campos

Henrique Xavier de Oliveira Campos

  • PT

  • Nasceu a 09 de Fevereiro de 1909

  • Faleceu a 18 de Dezembro de 1983

Henrique Campos (1909 – 1983) era um realizador português.

Henrique Campos (1909 – 1983) era um realizador português.

Henrique Campos parte para Espanha, para aí poder adquirir os conhecimentos necessários para se tornar um realizador de cinema. Aí nesse país, colabora com os realizadores espanhóis Florian Rey e mais tarde com Benito Perojo. Colabora assim em vários filmes como assistente de realização, adquirindo assim os conhecimentos necessários para poder concretizar o seu sonho. Já de regresso ao seu País, decide realizar um filme cujo tema lhe fosse conhecido. Escreve um argumento que relatava os costumes, o carácter das gentes da sua terra, o Ribatejo, o drama dos homens da lezíria. O filme ganha o título de «Um Homem do Ribatejo». Mas a sua estreia na realização não vai ser nada fácil. Em 1943 inicia as filmagens tendo como protagonista o actor António Vilar, mas várias dificuldades fazem com que o filme seja suspenso. Finais de 1944, volta-se a falar do filme de estreia de Henrique Campos, desta vez com o actor Domingos Duque no protagonista. Novas dificuldades fazem com que o filme seja novamente suspenso. Dizem que à terceira é de vez, e assim é, em 1946 volta-se a começar a gravar o filme tendo como protagonista o actor Barreto Poeira. É com este filme que Henrique de Campos inicia a sua actividade cinematográfica. Ao longo da sua vida irá realizar 16 longas-metragens e várias curtas. Faria este ano 100 anos de idade se fosse vivo. Esta noite, a cidade que o viu nascer, Santarém, presta-lhe uma bela homenagem, exibindo no cineteatro Sá da Bandeira o filme «Um Homem do Ribatejo».

Filmografia Como Actor

1938 - "Os Fidalgos da Casa Mourisca" - Arthur Duarte

1940 - "Pão Nosso" - Armando de Miranda

1953 - "Rosa de Alfama" - Henrique Campos

Filmografia Como Realizador

1946 - "Um Homem do Ribatejo"

1949 - "Ribatejo"

1949 - "Cantiga da Rua"

1952 - "Duas Causas"

1953 - "Rosa de Alfama"

1954 - "Quando o Mar Galgou a Terra"

1956 - "Perdeu-se um Marido"

1958 - "O Homem do Dia"

1959 - "A Luz Vem do Alto"

1963 - "Pão, Amor e... Totobola"

1964 - "A Canção da Saudade"

1968 - "Estrada da Vida"

1968 - "O Ladrão de quem se Fala"

1970 - "O Destino Marca a Hora"

1970 - "A Maluquinha de Arroios"

1972 - "Os Toiros de Mary Foster"

Adaptado de Sapo Saber a 30-06-2010

Comentários