Pessoa

Joan Fontaine

Joan de Beauvoir de Havilland

  • JP

  • Nasceu a 22 de Outubro de 1917

  • Faleceu a 15 de Dezembro de 2013

Joan Fontaine (Tóquio, 22 de Outubro de 1917) é uma actriz britânica nascida no Japão e naturalizada americana em 1943.

Joan Fontaine (Tóquio, 22 de Outubro de 1917) é uma actriz britânica nascida no Japão e naturalizada americana em 1943.

Primeiros Anos


Baptizada como Joan de Beauvoir de Havilland, é filha mais nova de Walter de Havilland e de Lilian Augusta Ruse. O pai de Joan Fontaine, Walter, era advogado e trabalhava no Japão.

Joan é irmã da também actriz Olivia de Havilland, com quem ficou brigada durante muitos anos. Ambas irmãs estudaram na Los Gatos High School e na Notre Dame Convent Roman Catholic girls school em Belmont, Califórnia.

Aos dois anos de idade, os pais de Joan divorciaram-se. Joan tinha anemia na época e por indicação médica, a sua mãe com suas filhas mudou-se para os Estados Unidos na cidade de Saratoga, Califórnia.

A saúde de Joan melhorou rapidamente e logo começou a tomar lições de dicção junto com a sua irmã. Aos 15 anos, Joan voltou ao Japão onde viveu com o seu pai durante dois anos.

Quando voltou aos Estado Unidos, seguiu os passos da sua irmã Olivia e começou a aparecer em filmes, mas não obteve a permissão da sua mãe, quem preferia que fosse sua irmã quem usasse o sobrenome família. Foi quando Joan se viu forçada a inventar um nome (primero foi Joan Burfield, e finalmente Joan Fontaine, utilizando o antigo sobrenome da sua mãe).

Carreira


Joan fez a sua estreia na peça "Call It A Day" em 1935 e logo recebeu uma oferta para firmar um contrato com a RKO.

A sua estreia no cinema foi um pequeno papel no filme "No More Ladies" (1935). Também foi seleccionada para aparecer no primeiro filme de Fred Astaire sem Ginger Rogers pela RKO: "Senhora em desgraça" ( 1937), mas o filme foi um fracasso.

Continuou aparecendo em pequenos papéis durante numa dúzia de filmes, e quando o seu contrato expirou em 1939 não foi renovado. Este mesmo ano casou-se com o seu primeiro marido, o actor britânico Brian Aherne.

A sua sorte mudou numa festa, onde jantava sentada ao lado do produtor David O. Selznick. Ela e Selznick começaram a discutir sobre a novela de Daphne du Maurier "Rebeca" e Selzinick a convidou para um teste para o filme de mesmo nome.

"Rebecca" a estreia americana do director inglês Alfred Hitchcock. Joan foi indicada ao Óscar de melhor Actriz por "Rebecca" mas não venceu (Ginger Rogers é que levou o prémio naquele ano).

Adaptado de Sapo Saber a 16-05-2010

Comentários