Pessoa

Jorge Silva Melo

Jorge Silva Melo

  • PT

  • Nasceu a 07 de Agosto de 1948

Jorge Silva Melo (Lisboa, 7 de Agosto de 1948), cineasta, actor, encenador, dramaturgo, tradutor, ensaísta, crítico de teatro e cinema e cronista português.

Jorge Silva Melo (Lisboa, 7 de Agosto de 1948), cineasta, actor, encenador, dramaturgo, tradutor, ensaísta, crítico de teatro e cinema e cronista português.

Biografia


Estudou cinema na London Film School (1969-1970) e teatro - em Berlim junto de Peter Stein, em Milão junto de Giorgio Strehler - como bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian. Fez parte do Grupo de Teatro de Letras, enquanto estudante da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.

Fundou e dirigiu (1973-1979), com Luís Miguel Cintra, o Teatro da Cornucópia. Fundou em 1995 a sociedade Artistas Unidos de que é director artístico e onde se centra, actualmente, a sua actividade em teatro. Nos Artistas Unidos já encenou, entre outros, obras de Abel Neves, Antonio Tarantino, Arne Sierens, Athol Fugard, Bertolt Brecht, Harold Pinter, Heiner Müller, Hélia Correia, Irmãos Presniakov, Jacinto Lucas Pires, Jacques Prévert, Jaime Rocha, Jean-Luc Lagarce, Joe Orton, Jon Fosse, José Maria Vieira Mendes, Judith Herzberg, Luísa Costa Gomes, Miguel Castro Caldas, Nuno Júdice, Pier Paolo Pasolini, Samuel Beckett ou Sarah Kane.

É autor do libreto de Le Château dês Carpathes, de Philippe Hersant (baseado em Júlio Verne), das peças: Seis Rapazes Três Raparigas, António, Um Rapaz de Lisboa, O Fim ou Tende Misericórdia de Nós, Prometeu, Num País Onde Não Querem Defender os Meus Direitos, Eu Não Quero Viver baseado em Kleist, de Não Sei (em colaboração com Miguel Borges) e O Navio dos Negros. Traduziu obras de Carlo Goldoni, Luigi Pirandello, Oscar Wilde, Bertolt Brecht, Georg Büchner, Lovecraft, Michelangelo Antonioni, Pier Paolo Pasolini, Heiner Müller e Harold Pinter.

No cinema assinou nove películas, foi sócio da cooperativa de cinema Grupo Zero (1975-79), com Luís Miguel Cintra, João César Monteiro, Alberto Seixas Santos, Solveig Nordlund, Ricardo Costa, Acácio de Almeida, entre outros.

É cronista do Mil Folhas, suplemento do jornal Público.

Adaptado de Sapo Saber a 02-12-2009

Comentários