Pessoa

Júlio Pomar

  • PT

Júlio Pomar (Lisboa, 10 de Janeiro de 1926) é um pintor e escultor português.

Júlio Pomar (Lisboa, 10 de Janeiro de 1926) é um pintor e escultor português.

Frequentou a Escola Superior de Belas-Artes de Lisboa de Lisboa e do Porto. Realizou exposições principalmente em Lisboa e em Paris, tendo feito a sua primeira exposição individual com os Independentes, em 1947 na cidade do Porto.

Começou por ser influenciada pela obra de grandes muralistas mexicanos, como Orozco ou Diego Rivera, mas não tardou a absorver culturas distintas.

Da pintura à escultura, passando pelas ilustrações, Júlio Pomar foi consagrado há muito como um dos nomes maiores da arte europeia.

Foi o principal cultor do Neo-Realismo na pintura portuguesa, de 1945 a 1957, seguindo por outros caminhos, em épocas posteriores. A sua obra mais famosa da fase neo-realista é, justamente, O Almoço do Trolha ( 1946- 1950).

Em 2008 vai realizar uma grande exposição com seis dezenas de objectos e assemblage, grande parte dos quais jamais exibidos, no Museu de Arte Contemporânea de Serralves, com abertura em 22 de Fevereiro. Também o Museu do Neo-Realismo realizará este ano uma exposição individual do artista, intitulada "Júlio Pomar e a experiência neo-realista", a inaugurar no próximo dia 19 de Abril.

Júlio Pomar poderá ser visto em Retrospectiva no Centro de Arte Contemporânea Manuel de Brito[1] desde 07 de Junho 2009 e aí permanecerá durante todo o verão.

Pomar recebeu há poucos dias o Prémio da Latinidade 2009 'João Neves Fontoura', antigo Troféu Latino [2]

Adaptado de Sapo Saber a 19-11-2009

Comentários