Pessoa

Traci Lords

Nora Louise Kuzma

  • US

  • Nasceu a 07 de Maio de 1968

Nora Louise Kuzma (Steubenville, Ohio, 7 de Maio de 1968) mais conhecida pelo seu nome artístico de Traci Elizabeth Lords ou Traci Lords (as vezes como Tracy Lords), é uma actriz norte-americana.

Nora Louise Kuzma (Steubenville, Ohio, 7 de Maio de 1968) mais conhecida pelo seu nome artístico de Traci Elizabeth Lords ou Traci Lords (as vezes como Tracy Lords), é uma actriz norte-americana.

Carreira


No começo ela ficou conhecida pelas suas participações em filmes pornográficos e como modelo da revista Penthouse, tendo apenas 15 anos ao participar no seu primeiro filme. Actualmente tenta carreira desvinculada da indústria pornográfica, como actriz e cantora.

O seu nome de batismo é Nora Louise Kuzma e seu nome artístico foi escolhido combinando o primeiro nome da sua melhor amiga da escola, Traci, e o sobrenome do seu actor favorito da série Havai 5-0 ( Hawaii Five-O), Jack Lord. Aos quinze anos ela fugiu, junto com a sua mãe e três irmãs, da casa do seu padastro alcoólico para a cidade Lawndal, na Califórnia. Mais tarde, enquanto frequentava a escola Redondo Union High School ela fugiu de casa para realizar um aborto.

Enquanto vivia com o seu namorado (bastante mais velho que posava em público como seu padastro), ela usou uma certidão de nascimento da irmã de um amigo e uma carteira de motorista falsa, que indicavam que ela tinha 22 anos, para entrar na indústria pornográfica, começando na agência de modelos Jim South's World. Ela rapidamente tornou-se uma das modelos mais populares da cidade e é considerada por muitos como a primeira “rainha do pornô”.

Ela ganhou notoriedade pela sua actuação entusiasmada durante as filmagens de intercurso sexual, emitindo um gemido alto característico. Ao atingir a idade de 18 anos já havia actuado em 107 filmes pornográficos e posado para revistas adultas bastante divulgadas, como a Penthouse, na edição que trazia fotos da então Miss America de 1984. Porém, em 1986, autoridades federais descobriram que ela era menor de idade ao actuar nos filmes e prendeu os proprietários da sua agência cinematográfica e da X-citement Video, Inc.

Os julgamentos que se seguiram custaram à indústria pornográfica milhões de dólares, já que foram obrigados por lei a retirar os vídeos e revistas das prateleiras. Lojas de vídeo e revistas retiraram centenas de milhares de cópias de circulação para evitar as sérias acusações de traficar pornografia infantil. O episódio deu aos promotores públicos um caso contra a indústria pornô bastante visível, tratando-se de uma violação inegável envolvendo uma estrela do ramo. A própria Traci Lords nunca foi acusada, já que como menor de idade não lhe era permitido conceder a sua permissão legal para realizar actos sexuais nos filmes em troca de dinheiro.

Entretanto os agentes e produtores que aceitaram as identidades falsas apresentadas por ela enfrentaram problemas legais por anos. Apenas um dos seus filmes, “Traci, I Love You”, foi produzido logo após o seu aniversário de dezoito anos, e é o seu único filme pornográfico vendido legalmente nos Estados Unidos. Porém, em algumas partes da Europa aonde a idade mínima legal para envolvimento em filmes pornográficos é menor, os filmes de Traci Lords ainda são legalmente disponibilizados. Eles também são facilmente encontrados na Internet, especialmente através de programas peer-to-peer de distribuição de arquivos.

A controvérsia ainda causa debate. Os promotores públicos declararam que Traci Lords era uma vítima de manipulação da indústria e ela própria alegou que estava drogada e fizera coisas que não queria. Porém alguns participantes da indústria pornô, como Ron Jeremy, Ginger Lynn e o namorado Tom Byron disseram que jamais a viram usar drogas e que ela aparentava estar totalmente consciente do que estava acontecendo.

Ironicamente o Departamento de Justiça americano foi forçado a retirar todas as acusações quando vazou a informação de que a identidade falsa que Lords utilizara para enganar os produtores era na verdade um passaporte americano falso no nome de Traci Lords; ou seja, o próprio governo americano fora enganado, e os réus poderiam simplesmente se esconder atrás do erro do governo.

Traci Lords desde então retirou-se com algum sucesso para uma carreira regular de actriz de televisão e filmes, além de música. Alguns dos filmes famosos dessa nova fase incluem Not of this Earth (Chamado “Vampiro das Estrelas no Brasil), Cry Baby e Blade. Ela também realizou aparições em diversas séries de televisão, como “ Married... with Children” (“Um Amor de Família”, no Brasil), Melrose Place, entre outras.

Nos anos 90, Traci Lords começou a desenvolver uma carreira como cantora, fazendo os vocais para a banda Manic Street Preachers no single “ Little Baby Nothing” e fazendo participações em vídeo clipes de outros músicos. Em 1995 ela teve a sua estreia a solo, em colaboração com Juno Reactor no CD chamado “1000 Fires”.

Traci Lords é uma activista dos direitos homossexuais.

Em 2003 ela lançou o livro autobiográfico “Traci Lords: Underneath It All”.

Adaptado de Sapo Saber a 10-01-2010

Comentários