Artigo

"American Autumn": Norte-americana Molly Burch atua em Coimbra

A extensão do ciclo "American Autumn" em Coimbra arranca com atuação da norte-americana Molly Burch, no Centro de Artes Visuais, a 28 de setembro, estando previstos mais dois concertos de projetos americanos durante este outono.

Este é o segundo ano que a Lugar Comum, de Coimbra, se associa ao ciclo de concertos "American Autumn", que começou em Ourense (Espanha), em 2009, e que durante os meses de outono leva alguns dos nomes do indie americano a Madrid, Ourense e Santiago de Compostela, numa organização da SON Estrella Galicia.

Depois da presença de Laura Gibson e Heather W. Broderick em Coimbra, em 2016, a extensão do ciclo deste ano vai contar com a presença de Molly Burch, sendo ainda esperados "mais dois concertos" em outubro e novembro na cidade, disse à agência Lusa a membro da direção da associação cultural Lugar Comum, Sara Mendes.

Para Sara Mendes, Molly Burch faz lembrar "os ‘smokey clubs' dos anos 60", com uma sonoridade "muito ‘vintage'", cantando muitas vezes "sobre um desejo ou um amor".

"É um diamante que está a ser descoberto e tem um disco extremamente envolvente. É difícil não sentir uma espécie de melancolia" quando se ouve a artista americana, notou.

Segundo a membro da direção da Lugar Comum, "quem estiver no concerto será impossível não ficar arrebatado com a música de Molly Burch", esperando-se um "concerto extremamente intimista" da artista no Centro de Artes Visuais.

No ano passado, a Lugar Comum procurou criar uma extensão do "American Autumn" em Portugal, um ciclo que este ano passa pelas cidades espanholas de Madrid, Ourense e Santiago Compostela.

"Decidimos levar para a frente, um pouco de modo experimental. Foi tal a adesão do público [em 2016], que decidiram manter a parceria e estendê-la um pouco mais, com mais uma data", explicou Sara Mendes.

O objetivo para o futuro será "consolidar" a extensão em Coimbra "como um momento anual da Lugar Comum".

"As folhas estão a cair, está tudo um pouco melancólico, com os dias mais curtos, a luz mais fraca. Acho que é uma altura do ano que se coaduna com a música melancólica, é algo que é quase natural que nesta altura do ano se procure mais este tipo de música", salientou.

O concerto de Molly Burch está marcado para as 22:00 de 23 de setembro. O bilhete custa entre seis e oito euros.

Comentários