Artigo

Camané atua hoje com Orquestra Clássica do Sul em Quarteira

O fadista Camané, distinguido esta semana com o Prémio Tenco, de Itália, atua hoje com Orquestra Clássica do Sul (OCS), sob a direção do seu maestro titular Rui Pinheiro, no calçadão de Quarteira, no Algarve.

O espetáculo do criador de "Escada sem Corrimão", que conta com a participação do trio de músicos que habitualmente o acompanha, constituído por José Manuel Neto, na guitarra portuguesa, Carlos Manuel Proença, na viola, e Paulo Paz, no contrabaixo, faz parte do ciclo “Clássicos Light” da OCS, iniciado no passado dia 29 de julho, em Tavira.

O fadista apresenta um alinhamento de cerca de 20 fados, entre os quais “Complicadíssima Teia”, “A Cantar”, “Ela Tinha uma Amiga”, “Guerra das Rosas”, “Súplica”, “Abandono/Fado Peniche”, “Dança de Volta”, “Mais Um Fado no Fado” e “Sei de um Rio”.

Camané publica a 06 de outubro um novo álbum, totalmente preenchido por composições de Alfredo Marcenerio (1891-1982).

O ciclo "Clássicos Light" prossegue no dia 18, na área exterior à Fundação Manuel Viegas Guerreiro, em Querença, ainda no concelho de Loulé, num concerto sob a batuta de Rui Pinheiro, em que a OCS propõe uma “viagem musical que passa ainda pela igreja do Carmo, em Tavira, um espaço sublime que acolhe um concerto da orquestra no dia 26”, segundo comunicado da orquestra enviado à agência Lusa.

O programa de concertos de verão culmina nos dias 31 de agosto, 1 e 2 de setembro, com atuações diárias da OCS, na sua composição completa ou mediante agrupamentos de câmara, no Festival F, sempre na Sé, em Faro, às 19:00.

Comentários