Artigo

Festival Todos, de entrada livre, regressa à Colina de Santana em Lisboa

A nona edição do festival Todos vai regressar à Colina de Santana, de 8 a 10 de setembro, para ajudar a “viajar pelo mundo sem sair de Lisboa”, desta vez com um programa centrado no convívio.

Em comunicado, a organização do Todos - Caminhada de Culturas salienta as “interrogações, dúvidas, medos” que pautam a conjuntura mundial, justificando a decisão de apostar num programa centrado no convívio e na celebração, que combata “esse medo e desconfiança”.

Um dos destaques da programação deste ano é o projeto "Palácio Passajar", que vai promover o encontro de quatro artistas convidados com um grupo de refugiados a viver em Lisboa, para uma exploração da “linha ténue entre estar suspenso realmente, e a suspensão a que a arte” convoca, nos dias 8, 9 e 10 de setembro, no Palacete Gomes Freire.

O grupo de malabaristas Protocole vai instalar-se no bairro da Colina de Santana, uma semana antes do festival, e convidar os habitantes “a entrar numa investigação sobre malabarismo com sabor a poesia”, que vai culminar num espetáculo a apresentar dia 09 de setembro, no antigo quartel da GNR.

“Rifar o Meu Coração”, de Mónica Calle, leva o teatro à rua Luciano Cordeiro, nos dias 8 e 9 de Setembro.

Nos dias 9 e 10 de setembro, o espetáculo “Pangeia”, de Tiago Cadete, vai levar o espectador numa “viagem sonora e visual pelo universo dos irmãos Grimm”, no auditório do Goethe-Institut.

O grupo PortuGoesas promete ainda fazer uma “abordagem erudita do cancioneiro tradicional e sacro da música portuguesa e goesa”, na Igreja do Hospital dos Capuchos, no dia 10 de setembro.

O continente africano vai ser outro dos focos da nona edição do festival, que vai incluir a participação do Grupo Acrobático de Tânger, nos dias 9 e 10 de setembro.

Na área da música, e ainda com foco em África, o festival vai contar com a atuação da Orquestra Todos e de Aline Frazão, no dia 8 de setembro, e com o grupo Biru & o Bando, que tem atuação marcada para 9 de setembro.

Marlene Monteiro de Freitas (na foto acima), dançarina nascida em Cabo Verde, vai participar nos dias 9 e 10 de setembro.

No teatro, há ainda destaque para as colaborações entre Rui Catalão e Luís Leonardo Mucauro, nos dias 8, 9 e 10 de setembro, e Klemente Tsamba e Margarida Cardeal, nos dias 9 e 10 de Setembro.

Esta vai ser a terceira vez que a Colina de Santana é o centro do festival Todos - Caminhada de Culturas, com o programa deste ano dividido entre o Antigo Hospital Miguel Bombarda, o Jardim do Campo Santana, a rua Luciano Cordeiro e o antigo quartel da GNR.

O festival intercultural Todos - Caminhada de Culturas é uma iniciativa da Câmara Municipal de Lisboa, do Gabinete Lisboa Encruzilhada de Mundos (GLEM) e da Academia de Produtores Culturais.

O programa do festival, que ainda está sujeito a alterações, inclui ainda visitas guiadas, gastronomia, graffiti e exposições de fotografia.

Comentários