Artigo

Mais de 40 músicos em festival de fado espalhado por dez palcos no bairro de Alfama

Mais de 40 músicos, entre os quais António Zambujo, Gisela João, Júlio Resende, Marco Rodrigues, Hélder Moutinho e Diogo Clemente, atuam na sexta-feira e no sábado em dez palcos espalhados pelo bairro de Alfama, em Lisboa.

Durante dois dias de Caixa Alfama, e pelo quinto ano consecutivo, de acordo com a organização, “o Fado volta a cumprir o seu destino: ser a estrela maior no coração de Lisboa, no bairro de Alfama”.

Para a organização, “uma das provas de que o Fado vive, de facto, um momento efervescente é o interesse crescente de músicos vindos de outros territórios musicais”.

Como exemplo, é citado o pianista e compositor Júlio Resende, que iá apresentar no Caixa Alfama o espetáculo inédito “Fado Ensemble”, “projeto que multiplica as possibilidades musicais do Fado a partir do piano, violoncelo, bateria e percussões”.

Júlio Resende apresenta-se no sábado no palco montado no Largo das Alçarias, onde no mesmo dia atuam Paulo Bragança e o Edu Miranda Trio. Por este palco, na sexta-feira, passam Diogo Clemente e Miguel Ramos.

Na sexta-feira e no sábado as atuações começam pelas 19:30 no palco do restaurante do Museu do Fado, prevendo-se que a música soe até pouco depois da 01:00.

No palco Museu do Fado, no Largo do Chafariz de Dentro, “a antecâmara do Festival, de entrada livre, é feita pelo trinar das melhores guitarras”. Neste palco atuam, Luís Guerreiro, Pedro de Castro (na sexta-feira), Paulo Soares e José Manuel Neto (no sábado).

Pelo Palco Caixa passam António Zambujo, Marina Mota, José Gonçalez & Sangre Ibérico (na sexta-feira), Gisela João, Marco Rodrigues e o espetáculo "Os Mestres", com António Rocha, Artur Batalha, Cidália Moreira, Filipe Duarte, Maria Amélia Proença, Maria Armanda, Maria da Nazaré e Nuno Aguiar (no sábado).

Marco Rodrigues irá apresentar, pela primeira vez ao vivo, temas do novo álbum, “Copo Meio Cheio”, que será editado na sexta-feira. No disco, Marco Rodrigues conta com a colaboração do ‘rapper’ Boss AC que irá participar no concerto do fadista.

No palco do Centro Cultural Magalhães Lima atuam Pedro Moutinho, Helder Moutinho (na sexta-feira), Bárbara Santos, Rodrigo Costa Félix e Alexandra (no sábado), no do restaurante do Museu do Fado Matilde Cid, Teresinha Landeiro (sexta-feira), Nathalie, que irá apresentar temas do disco que está a gravar, e Tânia Oleiro (sábado), e no da Sociedade Boa União Augusto Ramos, Conceição Ribeiro (sexta), Joana Almeida e Miguel Xavier (sábado).

Na sexta-feira atuam ainda Carolina, Filipa Cardoso (no palco Amália), Jaime Dias, Ana Marta, Pedro Galveias, Vera Monteiro (no Grupo Sportivo Adicence), António Pinto Basto, Teresa Tapadas (na igreja de São Miguel), Rosita, Nádia Bastos, Kiko, Pedro Ferreira, Jorge Gomes (na igreja de Santo Estevão), Jorge Silva, Miguel Monteiro e José Manuel Rodrigues (no Largo de São Miguel).

Para sábado estão também marcados os concertos de Ana Sofia Varela, Buba Espinho (no palco Amália), Vítor Miranda, Henriqueta Batista, Diogo Rocha, Sandra Correia (no Grupo Sportivo Adicence), Gonçalo Salgueiro, Maria Ana Bobone (na igreja de São Miguel), Luís Caeiro, Rui Vaz (na igreja de Santo Estêvão), Jorge Silva, Miguel Monteiro e José Manuel Rodrigues (no Largo de São Miguel).

Em cada um dos dias do festival haverá um ensaio de som solidário. António Zambujo e Gisela João vão abrir o ‘soundcheck’ ao público e a receita dos bilhetes reverterá para a Associação Salvador.

“Cada ensaio tem uma lotação máxima de 100 pessoas, e quem adquirir bilhete terá a oportunidade de assistir a este momento mais intimista, num ambiente descontraído e informal, mais próximo dos artistas”, refere a organização.

Toda a informação sobre o festival está disponível em www.caixaalfama.pt. A organização aconselha o público a utilizar os transportes públicos para chegar ao festival.

Comentários