Artigo

MEO Marés Vivas: Sting e Seu Jorge encerram último dia do festival

O festival MEO Marés Vivas, na Praia do Cabedelo, em Vila Nova de Gaia, termina este domingo com os concertos do britânico Sting e do brasileiro Seu Jorge, que tem apresentado em palco o seu tributo a David Bowie.

O último dia do festival é marcado pelo regresso de Sting a Portugal, naquele que será o seu primeiro concerto a Norte do país para apresentar “57th & 9th”, álbum editado em novembro de 2016 e o primeiro disco rock em 13 anos do músico.

“I Can’t Stop Thinking About You”, “Petrol Head” ou “50,000” são os singles do novo trabalho do ex-vocalista dos The Police, que sobe hoje ao palco do MEO Marés Vivas às 23:00.

O inglês de 65 anos já editou 12 discos de originais na sua carreira a solo e, entre os temas mais conhecidos, estão “Englishman in New York” e “If I Ever Lose My Faith In You”.

Em destaque está também a atuação, às 01:00, do brasileiro Seu Jorge, que passou no sábado por Lisboa, no festival Super Bock Super Rock, para tocar o seu álbum de 2005, "The Life Aquatic Studio Sessions”, uma coletânea de músicas de David Bowie numa versão em português.

Também pelo palco principal vão passar Miguel Araújo, às 21:30, e Joe Sumner, às 20:30, vocalista da banda Fiction Plane, mas que se apresenta a solo em Portugal, horas antes do concerto do seu pai, o cabeça de cartaz, Sting.

Já o palco secundário recebe as atuações das bandas portuguesas Caelum, às 17:00, e Átoa, às 18:30.

O último dia do Palco Comédia abre com as atuações de Sérgio Duarte e de Bruno Henriques (conhecidos pelo projeto ‘online’ “Jovem Conservador de Direita”) e encerra com os humoristas João Seabra e Francisco Menezes.

A 15.ª edição do festival MEO Marés Vivas chega hoje ao fim, depois de terem passado pela Praia do Cabedelo, na sexta-feira e no sábado, nomes como Scorpions, Lukas Graham, Agir, Bastille e Tom Chaplin.

Comentários