Artigo

Shirley King: Filha de BB King vai estar em festival de blues em Reguengos de Monsaraz

A cantora Shirley King, filha do antigo intérprete de blues BB King, é um dos destaques do festival de blues que abre hoje na cidade alentejana de Reguengos de Monsaraz (Évora) e que termina no sábado.

Apresentado como “o 1.º festival internacional de blues do Alentejo”, o Reguengos Wine & Blues Fest é uma organização da câmara municipal, com produção da empresa Trovas Soltas.

Com entradas gratuitas, o evento contempla quatro concertos e decorre no Parque de Feiras e Exposições, integrado na 25.ª Exposição de Atividades Económicas de Reguengos de Monsaraz (ExpoReg), que também começa hoje e se prolonga até terça-feira.

A iniciativa, explicou o município, vai aliar o blues ao vinho e possibilitar a degustação dos vinhos dos nove produtores do concelho (CARMIM, Esporão, Ervideira, Monte dos Perdigões, Adega José de Sousa, Quinta da Várzea, Luís Duarte Vinhos, Monte das Serras e São Lourenço do Barrocal).

Em termos musicais, o espetáculo de abertura, às 21:45 de hoje, está a cargo de Chino, “um dos mais ativos representantes da cena do blues e swing” de Barcelona (Espanha), indicou a organização.

A acompanhá-lo, vai estar a sua banda, The Big Bet, formada por Rod Deville (contrabaixo) e Giggs Nother (bateria).

A noite inaugural fecha, às 23:35, com um concerto que junta a banda portuguesa Budda Power Blues e a cantora Maria João, que apresentam o disco gravado em parceria, intitulado “The Blues Experience”.

O português Fast Eddie Nelson, que integrou projetos como Gasoline, The Sullens, Los Santeros, Big River Johnson e Fast Eddie & the Riverside Monkeys, mas que editou os últimos trabalhos em nome individual, dá o “pontapé de saída” da segunda noite do festival, às 21:45 de sábado.

A seguir, às 23:35, para o espetáculo de encerramento, sobe ao palco a cantora norte-americana Shirley King, acompanhada pelos portugueses Budda Power Blues.

A filha de BB King (1925-2015), explicou a organização, chegou aos blues em 1990 e, passados seis meses, era artista residente no Kingston Mines, lançando o seu primeiro disco dois anos depois.

Nos concertos na Europa, Shirley King faz-se acompanhar pelos Budda Power Blues, considerados “o melhor ‘power’ trio português”.

“Shirley admite que ser filha de BB King lhe abriu muitas portas, mas foi o seu talento, carisma e energia que a fizeram sedimentar como uma das grandes divas dos blues”, frisou a organização, afirmando que, em palco, a artista “desafia todos os géneros” e “a sua voz e presença são uma explosão de energia”.

Após os concertos, nos dois dias do festival, realçou a autarquia, decorrem ‘jam sessions’ na zona dos bares, no recinto da feira, com a participação de artistas do festival e de outros da região.

Comentários