Artigo

"A Guerra dos Tronos": quem é que morreu mesmo?

ALERTA SPOILER

O final da quinta temporada de "A Guerra dos Tronos" tem sido tópico de discussões entre os fãs da série. E as dúvidas multiplicam-se: Jon Snow morreu? E Stannis?

Na série da HBO tudo pode acontecer – se os “Caminhantes Brancos” podem viver para sempre, porque é que o ex Lord Comandante não pode?

David Nutter, realizador dos episódios finais da quinta temporada, esclareceu à Entretainment Weekly (EW) algumas dúvidas sobre o final de "A Guerra dos Tronos", que foi visto por 8,1 milhões na primeira transmissão nos Estados Unidos.

Stannis Baratheon morreu? Sim, confirmou Nutter à Variety. “Temos a sensação de que Stannis não tinha mais motivos para viver”, comentou, acrescentando que “ele estava pronto para morrer”.

Sansa e Theon saltaram de uma grande muralha de Winterfell e estão mesmo vivos. As dúvidas levantam-se porque, momentos antes, Myranda tem uma queda semelhante e morre. Porém, o Nutter garante que “eles sobreviveram ao salto”. Além disso, nos livros, apesar de Sansa não saltar, Theon sobrevive a uma queda comparável.

Não há esperança para Myrcella. A viagem de regresso de Dorne foi curta para a filha de Cersei, que momentos antes de morrer confessa a Jaime que sabia que ele era o seu pai e não tio. David Benioff e DB Weiss confirmaram à EW a morte e dizem que a morte da jovem vai alimentar o ódio de Cersei por Tyrion. "Na sua cabeça, Myrcella foi tirada por Tyrion; ela culpa-o pela morte de Joffrey e ele é diretamente responsável pela de Myrcella”.

Trystane vai continuar a viagem para Porto Real. Jaime bem podia aplicar o ditado “cá se fazem, cá se pagam”. Mas, em declarações ao EW, Nikolaj Coster-Waldau (Jaime) sugere que o jovem ex-noivo de Myrcella vai sobreviver para “satisfazer o ódio de Cersei”.

Meryn Trant morreu. Neste caso as dúvidas eram poucas. Mas Nutter disse ao The Hollywood Reporter que a morte de “Meryn precisava de ser honesta, real, grotesca e tão poderosa quanto possível”.

Comentários