Artigo

Adeus, Jon Stewart: as entrevistas, as sátiras e os momentos zen

Com uma história de mais de 15 anos à frente de "The Daily Show", Jon Stewart marcou como poucos a forma como se faz comédia em televisão. Agora que o apresentador anunciou a saída, recordamos alguns grandes momentos do talk show do Comedy Central... com um inevitável momento zen como extra.

"Quero jantar com a minha família, que, de acordo com múltiplas fontes, são pessoas adoráveis", explicou Jon Stewart nesta terça-feira ao anunciar a sua saída do "The Daily Show". Uma despedida a que não faltou humor, a marca habitual do programa que o comediante conduz desde 1999 e deverá deixar ao longo deste ano, em data ainda por negociar.

O comentário à atualidade política, e não só, emitido quatro vezes por semana nos EUA e que chega a Portugal pela SIC Notícias e SIC Radical, não costuma abdicar de um tom espirituoso, irónico e mordaz, mesmo na abordagem a temas mais sérios. Foi assim na reação à tragédia do 11 de Setembro, ainda que com algumas lágrimas à mistura ("felizmente, podemos editar isto", gracejou um Stewart comovido) ou, mais recentemente, à do Charlie Hebdo, duas das que têm sido recordadas nas redes sociais depois de o apresentador de 52 anos ter anunciado a saída.

Na lista de vídeos abaixo, recordamos também as conversas com Barack Obama, Malala Yousafzai, Bill Gates, Justin Timberlake, o Ditador de Sacha Baron Cohen ou Anne Hathaway, cujo ataque de riso a meio gerou uma das últimas entrevistas mais populares - quase tanto como alguns dos habituais momentos zen ou um vídeo paródico protagonizado pelo comediante, Steve Carell e Stephen Colbert:

Jon Stewart anuncia a saída de "The Daily Show":

Ataque de riso com Anne Hathaway:

Malala Yousafzai, de entrevistada a quase adotada:

Tragédia do Charlie Hedbo: "A comédia não deveria ser um ato de coragem"

Riso e lágrimas depois do 11 de Setembro: "Felizmente, podemos editar isto"

Entrevista a Barack Obama: "Vai dizer palavrões?"

Um ditador no "The Daily Show":

Justin Timberlake, o artista dos sete ofícios:

Em busca da palavra-passe de Bill Gates:

"Nilf Hunter": a "atratividade" das jornalistas conta?

A pose de Jon Stewart, Steve Carell e Stephen Colbert:

E agora, o momento zen:

Comentários