Artigo

Ator comenta mundo de "The Walking Dead": "Provavelmente enforcar-me-ia"

O ator Seth Gilliam, que participa na série televisiva "The Walking Dead", disse estar "surpreendido" com o sucesso global da série, declarando que a mesma agrada às pessoas por diferentes motivos.

"Tentei durante algum tempo perceber o que fazia este sucesso. Se era o que as pessoas sentiam, se era a ideia de que há muita raiva no mundo atualmente. Talvez seja também devido às relações que se formam na série, a ligação que é mantida pelas personagens quando tentam permanecer vivas e proteger quem está próximo de si. Há muitas dinâmicas diferentes. E há ainda os efeitos especiais", disse Seth Gilliam em Matosinhos, no segundo dia da estreia nacional da Comic Com, no passado sábado.

O ator, que integra o elenco da quinta temporada da série "The Walking Dead", personificando um padre, falava em conferência de imprensa com os jornalistas portugueses no evento multidisciplinar, focado na cultura pop, ilustração e séries televisivas, e que traz a Portugal múltiplos convidados de áreas que vão do cinema à banda desenhada e à televisão.

Seth Gilliam declarou ter visto numa semana as três primeiras temporadas de "The Walking Dead", série dramática e pós-apocalíptica, pontuada por zombies.

"Fiquei fã em menos de três horas", disse o ator, que, apesar da postura descontraída, reconheceu ser difícil representar a série perante os jornalistas.

"É mais fácil fingir que sou outra pessoa do que estar aqui a responder às questões", sublinhou, entre risos.

Questionado sobre se a experiência adquirida numa série de zombies o prepararia melhor para um eventual cenário semelhante na vida real, Seth Gilliam foi direto: "Nem pensar. Provavelmente enforcar-me-ia", respondeu prontamente, novamente entre risos.

A Comic Con Portugal terminou no domingo e contou com a presença de convidados nacionais e internacionais do mundo do cinema, da banda desenhada e da televisão, como Paul Blackthorne (da série "Arrow") ou o argumentista Brian K. Vaughan, entre muitos outros.

@Lusa

Comentários