Artigo

Bill Cosby confessou que drogou mulheres para sexo

Em 2005, Bill Cosby admitiu que deu drogas a mulheres com quem queria ter relações sexuais.

O relatório revelado pela Associated Press foi divulgado depois de um juiz ter dado a permissão para serem publicados dados sobre o caso que remonta a 2005, onde o humorista foi interrogado por Dolores Troiani, advogada de Andrea Constand, ex-diretora do departamento de basquete da Universidade Temple, na Filadélfia, onde o Cosby estudou e foi integrante da direção. O comediante deixou o posto em dezembro do ano passado, quando as acusações de violação aumentaram consideravelmente.

No documento é revelado que o atornorte-americano deu sedativos Quaalude (sedativo e hipnótico) a pelo menos uma mulher em 1976. Além disso, Cosby confessou ter dado comprimidos do medicamento Benadryl a uma funcionária da Temple University, que também apresentou queixa às autoridades.

Segundo a AFP, o ator afirmou que conheceu “T”, mulher vítima dos abusos: "Conheci a senhora em Las Vegas (em 1976). Ela veio ver-me no camarim. Eu dei-lhe o Quaalude e fizemos sexo".

Relativamente a este processo de 2005, o ator e a acusação chegaram a um acordo um ano depois, cujos termos permanecem em segredo de justiça.

A defesa de Bill Cosby acionou todos os meios para travar a divulgação do depoimento, alegando que iriam prejudicar a imagem do cliente.

O humorista já era suspeito de ter abusado sexualmente de mulheres, com cerca de 20 acusações nos últimos anos.

@SAPO com AFP

Comentários