Artigo

Bill Cosby volta aos palcos após acusações de violação

Bill Cosby anunciou nesta quarta-feira que está de volta aos palcos, depois de ficar três meses afastado da vida pública devido às acusações de violação de mais de 20 mulheres.

Cosby apresenta-se a 27 de fevereiro, em Lafayette, cidade de Louisiana, para "voltar a fazer as pessoas rirem", explicou numa nota de imprensa.

"Queridos seguidores: há 53 anos que vocês me dão o vosso amor, apoio, respeito e confiança. Obrigado! Mal posso esperar para ver os vossos sorrisos e aquecer os vossos corações com o melhor dos presentes: o riso. Estou pronto!", declarou.

Desde novembro de 2014 que o comediante de 77 anos enfrenta acusações de cerca de 20 mulheres, que afirmam terem sido drogadas e sexualmente agredidas por ele.

Conhecido sobretudo pelo seu programa "The Cosby Show" (1984-1992), o ator negou categoricamente as denúncias, sem conseguir evitar o mal-estar da indústria do entretenimento. Há alguns meses, o Netflix e a rede NBC adiaram os projetos que estavam a ser desenvolvidos com o ator.

As mulheres denunciam que foram drogadas e violadas há várias décadas, algumas na mansão do fundador da revista Playboy. A maioria das acusações já prescreveu.

O único caso que pode chegar aos tribunais é o de Chloe Goins, que relatou ter sofrido abusos em 2008, na famosa mansão.

A polícia de Los Angeles está a rever o seu depoimento para decidir se abrirá uma investigação e se, eventualmente, serão apresentadas acusações contra o ator.

No momento, o humorista disse estar concentrado no seu regresso aos palcos, no Teatro de Lafayette. Segundo ele, os proprietários do estabelecimento deram-lhe "apoio constante".

"Estou longe de ter acabado", garantiu.

@AFP

Comentários