Artigo

Canal de televisão regional russo exibe vídeo contra Putin

Um canal de televisão de Cheliabinsk (Urais) exibiu, durante um noticiário, um vídeo contra o presidente russo Vladimir Putin que cita jornalistas assassinados, corrupção generalizada e ex-agentes da KGB no poder.

O vídeo, exibido pelo canal privado Vostoshnyi Express, fala da "época Putin" e analisa os assassinatos das jornalistas Anna Politkovskaia e Natalia Estemirova, a morte na prisão do jurista Serguei Magnitski e a detenção do ex-magnata do petróleo Mikhail Khodorkovski.

"A liberdade desapareceu, a corrupção atingiu uma magnitude sem precedentes e as funções do Estado são exercidas por ex-agentes da KGB", afirma no final do vídeo uma voz feminina de tom grave.

Segundo a imprensa local, o vídeo foi divulgado por um funcionário do canal que estava em conflito com a administração regional e que foi demitido depois do incidente. O profissional pode ser processado.

Desde que Vladimir Putin chegou ao poder, no ano 2000, os grandes canais de televisão estão sob controlo do governo e divulgam apenas informações positivas sobre o presidente, ao contrário dos meios digitais, que o criticam regularmente.

@AFP

Comentários