Artigo

Canal História assinala 50º aniversário da morte de Kennedy com programação especial

O Canal História comemora o 50º aniversário da morte do presidente Kennedy com a estreia de três especiais, no dia 22 de novembro, a partir das 17h20, e complementa esta programação especial ao emitir também os dois últimos episódios da série "Os Kennedy".

O assassinato de John F. Kennedy (1917 - 1963), o 35º Presidente dos Estados Unidos, ocorreu na sexta-feira, dia 22 de novembro de 1963, em Dallas, Texas. Kennedy foi atingido mortalmente a tiro quando circulava no carro presidencial na Praça Dealey. Três investigações oficiais concluíram que o assassino foi Lee Harvey Oswald, um empregado do armazém Texas School Book Depository, na Plaça Dealey. Uma dessas investigações apurou que Oswald atuou sozinho, mas outra apontava para uma ação conjunta com, pelo menos, um cúmplice.

Antes deste acontecimento épico, outros fatos marcaram os Kennedy e também são retratados no especial do Canal História. John F. Kennedy foi presidente durante 1000 dias e esta foi uma época de mudanças para os americanos: as ambições presidenciais do pai, em primeiro lugar depositadas no filho mais velho, Joe Jr., que morreu em combate, foram transferidas para John.

"OS FILMES CASEIROS DOS KENNEDY": sexta-feira 22, 17:20h | Repetição: sábado 23, 03:35h/ 06h
Os Kennedy, uma família famosa e com uma imagem radiante, sempre zelaram muito pela sua privacidade. No entanto, filmaram muitos momentos da sua vida privada para uso familiar.
Graças a estes surpreendentes filmes caseiros de 16mm e a cor, o espectador descobrirá pormenores que eram apenas do conhecimento da família, entre 1935 e a subida ao cargo do presidente Kennedy, em janeiro de 1961. O retrato fica completo com entrevistas a pessoas próximas da família, cartas e outros documentos pessoais dos nove filhos, assim como gravações de áudio inéditas que fazem deste especial um relato dos Kennedy na primeira pessoa.

"O ASSASSINATO DE JFK: O GUIÃO DEFINITIVO": sexta-feira 22, 18:50h | Repetição: sábado 23, 02h/ 11:40h
O 11 de Setembro, o ataque a Pearl Harbour, o assassinato de JFK... Todos estes acontecimentos marcaram para sempre os EUA. Mas o magnicídio de Kennedy é diferente: 50 anos depois de ter ocorrido, a maioria dos americanos acredita que ainda se desconhece o culpado. Agora, o Canal História levou uma investigação para averiguar o que pensam, exatamente, os seus habitantes, sobre esse crime. De quem suspeitam como verdadeiro responsável pela morte de JFK? Peritos como Vincent Bugliosi, Max Holland, Gerald Posner, Robert Groden ou Jefferson Morley, entre outros, analisarão cada uma das hipóteses sobre o magnicídio que assolou a imaginação dos americanos. Em que provas se baseia? Onde falha? O programa analisará todo o leque de teorias conspirativas, das mais complexas, às mais frágeis, e dará uma resposta às duas principais perguntas: na opinião dos americanos quem assassinou JFK, e porquê?

"AS ÚLTIMAS 48 HORAS DE LEE HARVEY OSWALD": sexta-feira 22, 21:15h | Repetição: sábado 23, 00:25h/ 13:15h
Este especial analisa Lee Harvey Oswald e recria os dias posteriores ao magnicídio de Dallas. A caminho da esquadra, após a sua detenção no Texas Theatre, um agente perguntou a Oswald se tinha matado Kennedy. Este, com desdém, respondeu: “descubra-o você!”. “As últimas 48 horas de Lee Harvey Oswald” aceita de forma decidida um desafio que dura há 50 anos, garante o canal.

"OS KENNEDY"

De seguida o Canal História transmite os dois últimos episódios da série "Os Kennedy", sexta-feira, a partir das 22h50. "Os Kennedy" retratam os logros, fracassos, lealdades, amores, ressentimentos e traições de uma família abençoada com grandes vitórias, mas também afetada pela tragédia. Greg Kinnear e Katie Holmes são o casal presidencial nesta produção escrita por Steve Kronish e Joel Surnow, e realizada por Jon Cassar, galardoado com o Emmy de 2006 pelo seu trabalho como realizador da conhecida série "24".

"OS KENNEDY": O preço da tragédia
Em 1963, Jack (Greg Kinnear) e Jackie (Katie Holmes) sofrem a perda de um filho recém-nascido, Patrick Em nome da relação entre ambos, e para acalmar os rumores de um suposto problema no seio do Partido Democrático, Jack realiza uma visita oficial ao Texas.
Enquanto isso, Rose (Diana Hardcastle) consegue convencer Joe (Tom Wilkinson) a que tente pôr-se de pé, para fazer uma surpresa aos filhos no Dia de Ação de Graças, mas os inesperados acontecimentos provocados por Lee Harvey Oswald (Ryan Blakely) causarão uma emoção que fará abanar os alicerces da sociedade americana.
Outra personagem atingida pela tragédia será Marylin Monroe (Charlotte Sullivan), cuja obsessão por Jack e as ameaças de que é alvo por parte de Bobby, a conduzirá a um trágico destino.
Sexta-feira 22, 22:50h | Repetição: sábado 23, 05:05h/ 10:10h/ 18:50h

"OS KENNEDY": As sequelas: Uma maldição familiar de desgraça e a perda das ilusões
Bobby culpa-se a si mesmo pela morte do irmão, devido a uma enorme quantidade de inimigos que ganhou, durante a gestão como Ministro das Finanças e começa a aproximar-se mais de Jackie (Holmes). Uma vez superado esse duelo, decide seguir os passos de Jack e é eleito senador por Nova Iorque (1964). Em 1968, ao mesmo tempo que Jackie aceita casar com o magnata grego Aristóteles Onassis, para assegurar um bom futuro para os filhos, Bobby candidata-se à presidência. Contudo, enquanto celebra a sua vitória nas primárias democráticas na Califórnia, no Hotel Ambassador (em Los Angeles) é assassinado. E, finalmente, veremos o patriarca do clã, Joe (Tom Wilkinson) a recordar, possivelmente, o momento mais feliz da vida dele: graças a ele, os filhos chegaram aonde ele almejava chegar. E, por isso, o segredo e o êxito da família Kennedy deveu-se, em grande parte, a ele.
Sexta-feira 22, 23:35h | Repetição: sábado 23, 10:55h/ 19:40h

Comentários