Artigo

Canal Hollywood propõe ciclo romântico no Dia dos Namorados

14 de fevereiro, a partir das 16h30, o Canal Hollywood dedica a programação da tarde e de parte da noite ao Dia dos Namorados.

O Canal Hollywood dá início ao especial “Dia de São Valentim” com a exibição de “Sempre que eu te vejo”, um drama romântico de Burr Steers, baseado no livro de Ben Sherwood "The Death and Life of Charlie St. Cloud", que lida com a morte e o valor das segundas oportunidades na vida.
Zac Efron é Charlie St. Cloud, um jovem que terminou recentemente o secundário, um bom filho e um excelente irmão, com um futuro prometedor, até ao momento que perde Sam, o irmão mais novo, num trágico acidente. Neste filme, onde existe uma ténue fronteira entre a vida e a morte o protagonista terá que escolher entre o passado e o presente.

Em homenagem às comédias românticas dos anos 1960 de Rock Hudson e Doris Day, “Abaixo o Amor”, com exibição pelas 18h10, retrata o relacionamento entre um jornalista mulherengo, que acha que não precisa do amor para nada, e uma feminista determinada a entregar-se completamente à sua carreira.
Barbara Novak (Renée Zellweger) é uma escritora feminista que, em plenos anos 1960, escreve um best-seller chamado "Abaixo o Amor", no qual aconselha mulheres desiludidas com a vida amorosa a manterem apenas relacionamentos casuais, focando mais a conquista do sucesso profissional e sua própria independência. O tremendo sucesso do livro faz com que Catcher Block (Ewan MacGregor), um jornalista mulherengo e sedutor, decida envolver-se com Barbara apenas para preparar um artigo e mostrar ao mundo que ela não é mais do que uma fraude.

“O Diário de Bridget Jones”, com exibição às 19h50, é o filme romântico e divertido que se segue, protagonizado por Hugh Grant e Colin Firth no papel dos dois homens que disputam o coração da apaixonadiça Bridget: a trintona londrina, brilhantemente desempenhada por Renée Zellweger.
Perder alguns quilos e encontrar o homem dos seus sonhos são as duas grandes ambições de Bridget Jones, a verdadeira estrela de uma sucessão de cenas realmente divertidas que valeram a Zellweger a sua primeira nomeação para o Óscar.

Na sequela, “O novo diário de Bridget Jones”, para ver às 21h30, mantém-se o elenco de sucesso, retomando a história quatro semanas depois, com Bridget emocionalmente satisfeita graças à sua longa relação com Mark Darcy.
A ameaça da jovem e atraente estagiária de Mark, e a aparição do ex-namorado, de quem Jones pensava já se ter finalmente livrado, vêm instalar o caos na cabeça atribulada da protagonista.

Comentários