Artigo

Coro gay e Hugh Jackman cantaram na despedida a Joan Rivers

Várias estrelas do mundo da moda, do cinema, da televisão e do teatro foram neste domingo ao enterro da apresentadora de TV e atriz Joan Rivers, em Nova Iorque, falecida na última quinta-feira, 4 de setembro.

As atrizes Whoopi Goldberg e Sarah Jessica Parker acompanharam a filha de Joan, Melissa, e o neto, Cooper, durante a cerimónia religiosa privada na sinagoga do Judaísmo Reformado Temple Emanu-El, na Quinta Avenida.

Também compareceram a comediante Kathy Griffin, o magnata Donald Trump, a lenda da televisão Barbara Walters e a apresentadora do programa "Fashion Police", Kelly Osbourne.

A polícia fechou as ruas laterais da sinagoga e apenas convidados tiveram acesso ao local.

Um grande número de paparazzi aglomerou-se nos arredores, juntamente com centenas de fãs, concentrados atrás das grades de proteção colocadas pela polícia.

Rivers, de 81 anos, morreu no hospital uma semana depois de ter sofrido uma paragem respiratória durante uma intervenção às cordas vocais. O procedimento estava a ser realizado numa clínica particular.

A cerimónia de adeus começou com o coro gay New York City Gay Men's Chorus, que incluiu canções do ator Hugh Jackman e da atriz da Broadway Audra McDonald.

@AFP

Comentários