Artigo

Depois de "Os Bórgia", Canal+ aposta em "Versailles"

A série "Versailles", inspirada na vida de Louis XIV, acabou de ser filmada no palácio do Rei Sol, com um orçamento de 27 milhões de euros, indicaram os produtores.

Com o ator britânico George Blagden no papel do monarca, a série produzida pelo Canal+ será transmitida em França e em todo o mundo a partir do final do ano em dez episódios de 52 minutos dirigidos por Jalil Lespert ("Yves Saint Laurent").

A produção franco-canadiana (Canal+, Capa Drama, Zodiak Fiction e Incendo) custou 27 milhões, um recorde para uma série televisiva em França.

Os atores com perucas longas, vestidos de seda e bordados finos gravaram dentro do palácio de Versalhes e meses antes no de Vaux-le-Vicomte, bem como nos estúdios onde a diretora artística, Katia Wyszkop, reconstruiu interiores barrocos.

"Não encontrámos um ator francês ideal para o papel, não estávamos mesmo à procura de um inglês, mas de um rei jovem, e George foi formidável", disse à AFP Maxime Saada, diretor-geral adjunto do Canal+.

A série mostra a evolução do caráter inicialmente vulnerável do jovem Louis XIV até se tornar o Rei Sol.

"Versailles" é a terceira co-produção internacional de significativo orçamento lançada pelo Canal+ após a franco-alemã "Os Bórgia" em 2011, cuja primeira temporada custou 25 milhões de euros, e da ficção policial franco-britânica "Tunnel" de 2013, criada com 19 milhões de euros.

@AFP

Comentários