Artigo

Exibição de Sofía Vergara em plataforma giratória gera críticas ao Emmys

A exibição da atriz colombiana Sofía Vergara numa plataforma giratória durante a cerimónia de entrega dos Emmy Awards, na noite de segunda-feira, causou indignação e acusações de sexismo.

A estrela da sitcom "Uma Família Muito Moderna" deu que falar quando subiu ao palco e se colocou sobre uma plataforma giratória enquanto o presidente da Academia de Artes e Televisão, Bruce Rosenblun, fazia o seu discurso.

As palavras do executivo mal foram ouvidas pelos presentes e telespectadores atentos à curvilínea figura da atriz no seu vestido de corte sereia, criação de Roberto Cavalli, e decote generoso.

A brincadeira acabou por incomodar muita gente num tempo em que as mulheres conseguiram superar os limites da aparência e, como destacou a atriz Julianna Margulies ("The Good Wife"), passaram a ver o seu talento valorizado por papéis inteligentes e profundos.

O artigo da crítica de televisão Sarah Larson para a The New Yorker criticou a cena, classificando-a de "repulsiva".

"Um rodopio preocupante", escreveu, por sua vez, o Huffington Post. "Ela foi literalmente tratada como uma mulher-objeto", recriminou ainda a revista Jezebel.

Na sala de imprensa, Vergara afirmou aos jornalistas que essas acusações eram ridículas e que a brincadeira, em vez de ser sexista, significava que "uma pessoa pode ser bonita e, ao mesmo tempo, divertida e rir de si mesma".

@AFP

Comentários