Artigo

"Ficheiros Secretos": Próxima temporada descarta mitologia e aposta num caso por episódio

Mulder e Scully vão regressar ao pequeno ecrã em 2018, mas a nova temporada promete ser substancialmente diferente da anterior.

Com uma 11ª temporada de dez episódios já confirmada em abril, "Ficheiros Secretos" vai acrescentar mais capítulos aos seis estreados no ano passado. Mas a série protagonizada por David Duchovny e Gillian Anderson deverá deixar de lado boa parte da trama associada à mitologia da saga, centrada em teorias da conspiração sobre uma invasão extraterrestre, avançou o presidente de entretenimento da FOX, David Madden, à Entertainment Weekly.

"Na temporada anterior tivemos de explicar ao público o que tinha acontecido nos sete ou oito anos anteriores. Desta vez estamos livres dessa responsabilidade e podemos dedicar-nos a novas histórias", assinalou, realçando que oito dos dez episódios serão inteiramente focados em novos casos resolvidos ao longo de uma hora.

Ainda assim, o primeiro capítulo da 11ª temporada decorre imediatamente a seguir aos eventos do último episódio da época anterior, que deixaram um final em suspenso, sublinhou o responsável.

Madden disse também que a procura do filho de Mulder e Scully, William, vai marcar parte dos próximos acontecimentos e que estão garantidos regressos de algumas caras conhecidas do passado, como o Cigarette Smoking Man ou os Lone Gunmen.

"Ficheiros Secretos" estreou em 1993 e terminou em 2002, após nove temporadas, marcando os anos 1990 com slogans emblemáticos como "A verdade está lá fora" ou "Não confie em ninguém". Em 2016 regressou com mais seis episódios e foi um sucesso de audiências nos EUA, embora as reações da crítica tenham sido díspares.

Comentários