Artigo

«Glee» diz adeus a Finn Hudson e Cory Monteith

A série norte-americana "Glee" homenageou nesta quinta-feira o ator Cory Monteith, que morreu em julho, aos 31 anos, vítima de uma overdose de heroína.

Vários membros do elenco, incluindo Lea Michele, namorada de Monteith dentro e fora do pequeno ecrã, comoveram-se quando filmaram o episódio em agosto. "Nunca vi um elenco que tivesse de parar a filmagem, porque estavam todos a chorar. Foi muito difícil", disse o produtor executivo Ryan Murphy.

Um excerto do terceiro episódio da quinta temporada, "There Is No Happy Ending", mostra as personagens de "Glee" a chorar em frente a um altar improvisado, em homenagem a Finn Hudson.

"Escrevemos (o episódio) porque amávamos o Cory. O episódio é sobre o quão amado Cory era e como é difícil seguir em frente na série", explicou Murphy, citado pela revista Hollywood Reporter.

Jane Lynch, que interpreta a treinadora da claque, acrescentou: "Foi muito triste. Todos os dias foram difíceis, mas estivemos juntos e fez-nos bem fazer o luto juntos (...) Sentimos uma falta enorme dele. É horrível".

Monteith protagonizou a comédia musical desde a estreia, em 2009. A sua personagem, Finn Hudson, era um popular atleta que se une ao heterogéneo grupo de estudantes do coro da escola.

O ator, que lutava contra o seu vício e foi internado numa clínica de reabilitação em abril, foi encontrado morto a 13 de julho num quarto de hotel em Vancouver, no Canadá.

A polícia determinou que Monteith morreu devido a uma overdose acidental de heroína e álcool.

@AFP

Comentários