Artigo

Governo garante que RTP terá o «financiamento necessário» para cumprir serviço público

O ministro-adjunto e do Desenvolvimento Regional, Miguel Poaiares Maduro, garantiu hoje no Parlamento que "a RTP vai ter o financiamento necessário para cumprir este contrato de concessão", sublinhando que essa é uma "garantia" que assume.

"A RTP vai ter o financiamento necessário para cumprir este contrato de concessão. Essa é a minha garantia", disse o ministro-adjunto, que tem a pasta da comunicação social, perante os deputados da Comissão parlamentar para a Ética, a Cidadania e a Comunicação.

Poiares Maduro acrescentou que, no sentido de garantir a sustentabilidade financeira da empresa, "os recursos humanos vão ter de diminuir, mas isso não será feito de forma a ter um impacto neste contrato de serviço público". A diminuição dos recursos humanos "não irá colocar em causa o cumprimento deste contrato de serviço público", reforçou.

"A RTP tem muito mais recursos humanos do que é necessário para cumprir este serviço público de televisão e rádio", afirmou o ministro, acrescentando que a é uma estação "quase única" em que os custos com recursos humanos são superiores aos custos com a grelha de programação.

O Governo e o Conselho de Administração da RTP estão a "ultimar os detalhes" para a prossecução do processo de redução dos recursos humanos na empresa, revelou Poiares Maduro.

Recorde-se que Miguel Relvas, anterior titular da pasta da Comunicação Social, anunciou no início do ano que a RTP iria contrair junto da banca um empréstimo de 30 milhões de euros para investir num programa de rescisões, mas este empréstimo não recebeu até hoje o visto do Ministério das Finanças.

@Lusa

Comentários