Artigo

Júlia Pinheiro explica origem de vídeo polémico

Depois de, na passada segunda-feira, ter abandonado a meio a apresentação do programa "Queridas Manhãs" e de ter estado internada durante uns dias num hospital de Lisboa, Júlia Pinheiro regressou esta segunda-feira ao trabalho na SIC.

Bem humorada, a apresentadora da SIC revelou aos telespectadores do "Queridas Manhãs" que está a recuperar bem da doença que a afetou – “uma infeção gravíssima que já tinha viajado até ao rim” e que “poderia ter tido contornos mais graves” se não tivesse sido imediatamente combatida.

Júlia Pinheiro aproveitou, também, para se defender das críticas surgidas na sequência de um vídeo que gravou no hospital e que divulgou no Facebook.
Sublinhando que não tem por hábito partilhar coisas “frívolas” do seu dia-a-dia nas redes sociais, explicou os motivos pelos quais, desta dez, abriu uma exceção.

“Neste caso e porque, pela primeira vez em mais de 20 anos de televisão, me vi obrigada a abandonar um ‘plateau’, achei que devia às pessoas uma explicação. (…) Até porque muitas vezes a leitura que as pessoas fazem de quem está na televisão é a de que nós somos fortes, que aguentamos tudo para além do limite e eu também quis humanizar um bocadinho essa percepção que o público tem de mim. Estava ali deitada, ainda vestidinha e maquilhada, não tinha nada para fazer e decidi - vamos fazer um vídeo a dizer ‘hoje não como chouriças, como canja’. E pronto, fizemos. Peço desculpa se choquei alguém, mas a minha intenção foi apenas a de descansar as pessoas” – disse Júlia Pinheiro em direto.

Comentários