Artigo

Lembra-se da "Amiga Olga"? Apresentadora revela que só aceitou ir para a TVI por causa do ordenado

Olga Cardoso ficou conhecida como "a amiga Olga".

Olga Cardoso, recordada como a “amiga Olga”, foi a voz de um dos programas da manhã de maior sucesso da rádio portuguesa, o "Despertar", na Rádio Renascença, com António Sala. Depois, a apresentadora aventurou-se no mundo da televisão, ao apresentar um concurso na TVI.

Hoje com 83 anos, Olga Cardoso esteve no programa "Agora Nós", da RTP1, para recordar a sua carreira. "Entrei na rádios aos 15 anos e tinha a mania que queria ser a 'menina da rádio'. E fui. Sou uma mulher feliz e realizada, no aspecto que realizei os meus sonhos", frisou em entrevista a Tânia Ribas de Oliveira e José Pedro Vasconcelos.

"Estava em Lisboa o José Nuno Martins, com o [António] Sala.E disse-me assim: 'Olga, vou-lhe fazer um convite e não aceito um não'. E eu disse: 'olha, essa é boa. Se não gostar, não aceito'. (...) No final do programa, ele telefonou-me e disse-me, 'oh, Olga, há isto assim e assim, e gostava muito que fosse a Olga a fazer'. E disse-lhe: 'sei lá, nunca fiz nada na televisão. Não sei se sou capaz de fazer' (...) Quando ele me disse o que eu ia ganhar", contou a apresentadora.

"Naquela altura, mil contos era muito dinheiro. Eu nunca na vida tinha ganhado mil contos", revelou Olga Cardoso, acrescentando que ficou surpreendida com o valor do ordenado.

No programa da TVI,  transmitido entre 1993 e 1994, os concorrentes tinham de aguentar um minuto a conversar com a amiga Olga sem dizer "Sim" ou “Não".

Na entrevista à RTP1, a apresentadora relembrou ainda que gravava oito programas de "A Amiga Olga" ao sábado e ao domingo. "Foi muito trabalhoso, mas adorei", acrescentou.

Comentários