Artigo

Leonor Poeiras: «As pessoas têm de ser todas diferentes»

Leonor Poeiras e Pedro Teixeira já começaram os ensaios para “Rising Star”, o próximo concurso de talentos da TVI. Todas as galas vão ser transmitidas em direto, mas a apresentadora está confiante no desempenho do estreante Pedro Teixeira.

Está quase a começar o “Rising Star”. Está ansiosa?
Super ansiosa! Há uma série de coisas que estão a acontecer na minha vida que estão a puxar muito por mim. Levanto-me cedinho para ir ao ginásio e faço uma alimentação mais cuidada. É como se estivesse a preparar terreno para arrasar no programa.

Como tem sido o trabalho de parceria com o ator Pedro Teixeira, que se vai estrear na apresentação?
Temos ensaiado bastante o formato do programa precisamente para ele ficar à vontade. O Pedro nunca fez nada nesta área. Aliás, tivemos um momento engraçado um destes dias quando falaram para o auricular dele pela primeira vez e ele ficou muito assustado a olhar em volta. Este tipo de coisas têm de ser ensaiadas mas está tudo a correr muito bem.

O Pedro Teixeira pede-lhe muitos conselhos?
Ele observa imenso e quando está aflito pergunta-me e dou alguma ajuda. Mas quero que ele se inspire, não quero ensiná-lo ou formatá-lo, as pessoas têm de ser todas diferentes. Existem é pormenores técnicos que têm de lhe ser explicados.

As galas vão ser todas em direto. Não a assusta fazer diretos com uma pessoa que não tem qualquer experiência?
Não me assusta nada. Quando comecei a fazer diretos também não tinha experiência e fi-lo com as melhores pessoas, como a Júlia Pinheiro e o Henrique Garcia. Acho que há sempre espaço para crescer desde que se trabalhe e o Pedro trabalha mesmo, aliás, traz o trabalhinho de casa todo feito. Eu também tenho uma enorme segurança no meu trabalho e irei sempre ajudá-lo, apoiá-lo e protegê-lo.

Que conselhos dá ao Pedro para ele descontrair?
Digo-lhe sempre para ele ser ele mesmo. A ideia não é que ele crie uma personagem, mas sim que seja ele próprio. O Pedro é uma pessoa com muita graça, um miúdo muito giro, divertido, e é só trabalhar os receios que ele possa ter. E temos de pensar que a todos acontecem coisas em direto...

Qual foi a maior peripécia que aconteceu à Leonor num direto?
No “Quem Quer Ganha” fazia perguntas de cultura geral, uma senhora errou e saiu-se com um palavrão. Não consegui rir-me com aquilo e dei-lhe uma descompostura em direto.

Já há data de estreia marcada para o “Rising Star”?
Já, mas ainda não posso dizer.

Comentários