Artigo

MTV VMAs: O maior prémio foi para Miley, mas Beyoncé conquistou o palco

Um ano depois do polémica ao lado de Robin Thicke, Miley Cyrus voltou a ser destaque na cerimónia dos MTV Video Music Awards, decorrida na madrugada desta segunda-feira. Mas desta vez por ter sido a vencedora na categoria de Vídeo do Ano, "Wrecking Ball", distinção dedicada aos jovens sem-abrigo de Los Angeles. Já a mais premiada foi Beyoncé, com quatro galardões ofuscados por uma atuação de 15 minutos.

Beyoncé com Jay Z ("Drunk In Love"), Iggy Azalea com Charli XCX ("Fancy"), Pharrell Williams ("Happy") e Sia ("Chandelier") estavam na corrida para o prémio principal da 31ª edição dos MTV Video Awards, cuja cerimónia decorreu em Inglewood, Califórnia, mas acabou por ser Miley Cyrus a distinguida na categoria de Melhor Vídeo do Ano, com "Wrecking Ball".

Quem esperava mais uma cena controversa da cantora anteriormente conhecida como Hannah Montana - na linha da muito discutida atuação com Robin Thicke na cerimónia do ano passado ou de alguns momentos do próprio videoclip de "Wrecking Ball", com alusões sexuais - terá ficado surpeendido com a postura mais recatada da norte-americana. Em vez de subir a palco para receber e agradecer o prémio, Cyrus fez-se representar pelo seu acompanhante, Jesse, um adolescente sem-abrigo que anunciou a campanha de angariação de fundos para uma associação de jovens de Los Angeles na mesma situação promovida pela artista - que assistiu, visivelmente emocionada, a um depoimento com um alerta solidário relativo a milhares de carenciados nas imediações de Hollywood. "Apesar de poder ter sido invisível para vocês nas ruas, partilho os mesmos sonhos. Um sonho individual é só um sonho, um sonho coletivo é uma realidade", sublinhou o convidado da cantora.

Outro dos momentos mais comentados da noite, também com considerável eco nas redes sociais, foi a atuação de Beyoncé, perto do final da cerimónia. Contemplada com o Michael Jackson Video Vanguard Award, a cantora de "Single Ladies" atuou durante 15 minutos em que couberam os 14 temas do seu último álbum, homónimo. Do arranque discreto de "Mine" à comunhão e aclamação de "XO", o medley passou por canções como "Drunk in Love", "Blow" ou "Partition", em que Beyoncé atuou a solo ou acompanhada por dezenas de bailarinos, com cada a tema a convocar coreografias e cenografias próprias. A poucos metros, Jay Z e a filha, Blue Ivy, contavam-se entre os que a observavam, acabando por se juntar a ela no palco no final, com direito a beijo do casal. "A maior entertainer viva", garantiu o rapper. "Queen B" foi mais comedida: "Não tenho nada para dizer, mas estou cheia de gratidão. Blue, amo-te. Meu querido, amo-te. MTV, amo-te. Meus fãs, amo-vos... Boa noite!".

Além de ter sido protagonista da atuação mais longa e ambiciosa, Beyoncé levou para casa quatro prémios dos oito para os quais tinha sido nomeada. Ao Michael Jackson Video Vanguard Award juntaram-se a Melhor Colaboração, "Drunk In Love" (feat. Jay Z), o Melhor Vídeo com Mensagem Social e a Melhor Fotografia, ambos atribuídos a "Pretty Hurts". Ed Sheeran, ao lado de Pharrell Williams em "Sing", venceu na categoria de Melhor Vídeo Masculino, deixando para trás Eminem ("The Monster"), John Legend ("All of Me"), Sam Smith ("Stay With Me") e Pharrell Williams a solo ("Happy"). A de Melhor Vídeo Feminino distinguiu Katy Perry com Juicy J em "Dark Horse", que se impôs a Ariana Grande ft. Iggy Azalea ("Problem"), Beyoncé ("Partition"), Iggy Azalea ft. Charli XCX ("Fancy") e Lorde ("Royals"). "Problem", de Ariana Grande com Iggy Azalea, triunfou como Melhor Vídeo Pop, enquanto que "Hold On (We're Going Home)", de Drake ft. Majid Jordan, foi o Melhor Vídeo Hip Hop. Mais difícil de explicar será a escolha de Melhor Vídeo Rock, atribuído a "Royals", de Lorde, categoria disputada com os Arctic Monkeys, Black Keys, Linkin Park e Imagine Dragons.

Cerca de duas horas antes de Beyoncé fechar o palco, Ariana Grande, Jessie J e Nicki Minaj inauguraram a cerimónia através de outro medley, o de "Break Free", "Anaconda" e "Bang Bang", com atuações individuais seguidas da partilha do palco. Taylor Swift interpretou o seu novo single, "Shake It Off", Sam Smith cantou o hit "Stay With Me" e a boy band 5 Seconds of Summer, Iggy Azalea com Rita Ora, Maroon 5 ou Usher com Nicki Minaj contaram-se entre outros episódios musicais que intercalaram os anúncios dos vencedores da noite.

Lista de premiados:

Melhor Lyric Video: 5 Seconds Of Summer – “Don’t Stop”
Melhor Vídeo Feminino: Katy Perry – “Dark Horse” (feat. Juicy J)
Melhor Vídeo Masculino: Ed Sheeran – “Sing”
Melhor Vídeo Pop: Ariana Grande – “Problem” (feat. Iggy Azalea)
Melhor Vídeo Hip Hop: Drake – “Hold On We’re Going Home”
Melhor Vídeo Rock: Lorde – “Royals”
Artista a acompanhar: Fifth Harmony
Michael Jackson Video Vanguard Award: Beyoncé
Melhor Colaboração: Beyoncé – “Drunk In Love” (feat. Jay Z)
Prémio MTV Clubland: Zedd – “Stay The Night” (feat. Hayley Williams)
Melhor Vídeo com Mensagem Social: Beyoncé – “Pretty Hurts”
Melhor Coreografia: Sia – “Chandelier”
Melhor Fotografia: Beyoncé – “Pretty Hurts”
Melhor Edição: Eminem – “Rap God”
Melhor Realização: DJ Snake & Lil John – “Turn Down For What”
Melhor Direção Artística: Arcade Fire – “Reflektor”
Melhores Efeitos Visuais: OK Go – “The Writing’s On The Wall”

@Gonçalo Sá

Comentários