Artigo

Noites à francesa na RTP2

O cinema francês está em destaque na programação do "Cinco Noites, Cinco Filmes" desta semana. As propostas incluem a trilogia das cores de Krzystof Kieslowski ou o recente "Ferrugem e Osso", de Jacques Audiard.

De segunda a sexta-feira, sempre a partir das 22 horas, a rubrica de cinema da RTP2 dedica-se esta semana ao cinema francês. Embora tanto a popular e aplaudida trilogia das cores do polaco Krzystof Kieslowski (coprodução centrada na sociedade francesa) como "O Senhor Batignole", de Gérard Jugnot, tenham sido exibidos nos últimos meses no canal público, o ciclo marca a estreia na televisão nacional de "Ferrugem e Osso", o mais recente filme de
Jacques Audiard ("O Profeta", "De Tanto Bater o Meu Coração Parou"), que passou pelas salas de cinema nacionais este ano. Fique a par da programação:

Segunda-feira, 3 de junho: "O Senhor Batignole"
Paris no ano de 1942 está ocupada pelo exército alemão. O senhor Batignole, um homem tímido, começa a trabalhar para o exército nazi graças à ação de Jean-Pierre, noivo da sua filha. Jean-Pierre tornou-se um colaboracionista pronto a denunciar judeus. Quando a família Bernstein é presa, a sua casa é cedida a Batignole. Este decide dar uma festa de agradecimento aos nazis. No decorrer da festa, o jovem Simon Bernstein, que havia escapado aos nazis, regressa para se juntar à sua família.
Título Original: Monsieur Batignole
Realização: Gérard Jugnot
Elenco: Gérard Jugnot, Jules Sitruk, Michèle Garcia
Ano: 2002

Terça-feira, 4 de junho: "Três Cores: Azul"
Julie perde o marido, um famoso compositor, e a filha de ambos num trágico acidente de carro. A partir daí, tenta viver uma nova vida sem compromissos, tristezas e amor, cometendo uma espécie de suicídio espiritual, afastando-se da vida e do mundo que a rodeia, vivendo completamente idependente anónima e só numa cidade como Paris.
"Blue" é o primeiro filme de uma trilogia do polaco Krzystof Kieslowski, que lida com a sociedade contemporânea francesa e o seu mote: Liberdade, Igualdade e Fraternidade.
Título Original: Trois couleurs: Bleu
Realização: Krzystof Kieslowski
Elenco: Juliette Binoche, Benoît Régent, Florence Pernel
Ano: 1993

Quarta-feira, 5 de junho: "Três Cores: Branco"
Segundo filme da trilogia de Krzystof Kieslowski sobre a atual sociedade francesa, tendo como tema principal a igualdade, "Branco" conta a história de Karol, um imigrante polaco que casa com uma bela francesa e vai trabalhar para Paris como cabeleireiro. Karol ama a sua mulher, mas esta quer divorciar-se, alegando a sua inabilidade para consumar o casamento. Forçado a ir pedir para as ruas, e em riscos de voltar para a Polónia, Karol jura vingança.
Título Original: Trois couleurs: Blanc
Realização: Krzystof Kieslowski
Elenco: Zbigniew Zamachowski,Julie Delpy,Januzs Gajos, Jerzy Sthur
Ano: 1994

Quinta-feira, 6 de junho: "Três Cores: Vermelho"
O terceiro e último filme da trilogia de Kieslowski conta a história de Valentine, uma jovem modelo que vive em Genebra. Um dia conhece um juiz, reformado, que espia a vida dos seus vizinhos, através das chamadas telefónicas. Não o faz por dinheiro, mas para alimentar o seu cinismo.
Título Original: Trois Couleurs - Rouge
Realização: Krzystoff Kieslowski
Elenco: Iréne Jacob, Jean-Louis Trintignant, Frédérique Feder
Ano: 1994

Sexta-feira, 7 de junho: "Ferrugem e Osso"
Alain é um homem solitário que se depara com a necessidade de cuidar sozinho de Sam, o seu filho de cinco anos. Sem emprego, decide mudar-se para casa da irmã, em Antibes, no Sul de França. Aí, consegue trabalho como segurança numa discoteca onde, por mero acaso, conhece Stéphanie, uma bela treinadora de orcas cuja vida parece saída de um conto de fadas. Alain leva-a a casa e deixa-lhe o seu número de telefone. Uma noite, ela liga-lhe. Um acidente deixou-a paraplégica e ela sente-se completamente perdida e infeliz. Alain vai ajudá-la e, entre duas pessoas absolutamente diferentes, acaba por nascer uma relação de cumplicidade.
Título Original: De Rouille et D´Os
Realização: Jacques Audiard
Elenco: Matthias Schoenaerts, Marion Cotillard
Ano: 2012

Comentários