Artigo

Nova temporada de "Downton Abbey" estreia sem bater recordes

Quase 8,4 milhões de britânicos assistiram na noite do passado domingo ao primeiro episódio da quinta temporada da série "Downton Abbey", que conta as aventuras de uma família de aristocratas no início do século XX.

Apesar da expectativa pelo regresso, a série não conseguiu bater o seu recorde de audiência, registado na temporada anterior, quando conseguiu mais de 9 milhões de telespectadores sintonizados.

O novo capítulo começa em 1924, "um período instável", escreve Julian Fellowes, criador e argumentista da série, em que os heróis "terão de se adaptar a um mundo muito diferente" num país governado pela primeira vez pelo Partido Trabalhista, e onde as mulheres "não querem simplesmente fazer o pequeno almoço".

A nova temporada termina perto do natal, durante um episódio especial em que George Clooney fará uma breve aparição.

A equipa da série passou os últimos dias de filmagem no castelo de Alnwick, famoso por sediar a Escola de Hogwarts nos primeiros filmes de Harry Potter, deixando um pouco de lado Highclere, que normalmente serve como decoração da casa dos Crawley.

Transmitida numa centena de países, "Downton Abbey", que tem sido um grande sucesso com o público e crítica, é exportada para todo o mundo: Austrália, Rússia e, desde abril de 2013, China.

"É difícil compreender o interesse dos chineses pelo sistema de classes britânico, mas estamos muito satisfeitos com isso!", diverte-se o ator Jim Carter, o mordomo Charles Carson na série.

"Inglaterra tem uma história muito antiga e durante a colonização estivemos envolvidos em muitos países, seja positiva ou negativamente", declarou, por sua vez, à AFP o ator Robert James-Collier, que vê um "fascínio" comparável ao gerado pelo casal real William e Kate.

Juntamente com outras séries como "Doctor Who" ou "Sherlock", "Downton Abbey" é uma das jóias da produção audiovisual britânica, triunfando no exterior. A sua popularidade também permitiu que seus atores ganhassem fama fora das Ilhas Britânicas.

Hugh Bonneville, o patriarca Robert Crawley na série, participou recentemente no filme "The Monuments Men - Caçadores de Tesouros", dirigido por George Clooney, enquanto Michelle Dockery está atualmente "num filme americano em t-shirt e calças de ganga", uma "experiência refrescante" após cinco temporadas com os vestidos de Lady Mary Crawley.

Dan Stevens, cuja personagem já morreu na série, também está no elenco de três filmes e foi um nome considerado para viver o novo James Bond.

Em Inglaterra, o lançamento da promoção da quinta temporada foi marcado pela publicação de uma foto em que aparece uma garrafa de plástico, um anacronismo involuntário que se tornou fonte de brincadeiras na internet.

A equipa respondeu rapidamente com uma foto onde todas as personagens acenam com uma garrafa de plástico em apoio a um projeto de caridade.

@AFP

Comentários