Artigo

O futuro de "A Guerra dos Tronos": dez temporadas ou um filme?

Surgiram rumores de que a HBO gostaria de estender "A Guerra dos Tronos" por dez temporadas, enquanto entre os showrunners se fala de apenas sete. E George R.R. Martin gostava de ver a saga fechar com um filme.

Em altura de arranque da campanha promocional da quinta temporada da série, o autor dos livros, George R.R. Martin, respondeu às especulações em torno do futuro da produção.

“Esta discussão não é de agora, claro. Fazem-me perguntas semelhantes de todas as vezes que apareço em público, dou uma entrevista ou caminho numa passadeira vermelha. As minhas respostas vão sendo pequenas variações de “Não sei quantas temporadas vai ter a série,” escreve Martin no seu blog oficial. “Eu não sei. Ninguém sabe.”

O rumor começou numa entrevista com o chefe da HBO, Michael Lombardo, onde este verbalizou a sua vontade em ter dez temporadas em vez das sete apontadas pelos showrunners.

“Nós teremos uma conversa honesta que explorará todas as possibilidades. Se eles não estiverem confortáveis em ir para além das sete temporadas, eu confio neles cegamente e confio que seja essa a decisão correta, por muito horrorizante que isso seja para mim.” diz Lombardo, “O que não farei é forçar uma série a continuar para lá do que os seus criadores acreditam ser a altura de finalizar a história.”

George R.R. Martin falou ainda, no seu blog, da possibilidade de vir a ser produzido um filme de "A Guerra dos Tronos". Ao contrário do chefe da HBO, que disse na sua entrevista à EW que fazer um filme seria mudar as regras do jogo e que não seria justo para com os clientes/espectadores da HBO não lhes entregar o final de "A Guerra dos Tronos" no mesmo formato e fazê-los pagar mais para o ver no cinema, a opinião de Martin é ligeiramente diferente.

“Eu vejo que com esta nova safra de histórias também se levanta, mais uma vez, a ideia de concluir a série com um ou mais filmes. Mais uma vez, esta ideia é-me erradamente atribuída. Quero afirmar novamente que, embora ame esse conceito, ele não partiu de mim. Foi uma coisa que me foi sugerida e que eu encarei com entusiasmo,” clarificou Martin. “Claro, adoro a ideia. Porque não? Qual o fantasista que não adoraria a ideia de arrancar com um filme épico de centenas de milhões? E o recente sucesso da nossa experiência IMAX mostra que há audiência para tal filme. Se o produzirmos, as pessoas irão aparecer. Mas iremos produzi-lo? Não faço a mínima ideia.”

A quinta temporada da série estreia dia 12 de abril, nos EUA, e no dia seguinte em Portugal, no Syfy, às 22h30.

Comentários