Artigo

“O que eu vejo na TV”: Iva Domingues

A apresentadora da TVI adora séries e não perde um episódio de “Sol de Inverno”, a novela da SIC onde atua o ator Ângelo Rodrigues, seu namorado. Costuma acompanhar os “reality shows” e tira o chapéu ao comentador Marcelo Rebelo de Sousa.

Quais os seus programas de televisão preferidos?

Séries e telejornais. Gosto mesmo de ver séries e a minha última foi o “Breaking Bad”, que já acabou, para grande tristeza minha. Também estou a ver a “House of Cards”, que é brutal.

Gosta de telenovelas?

Gosto. Vejo a do Ângelo Rodrigues na concorrência (“Sol de Inverno”, SIC), mas também sigo “Belmonte” e “O Beijo do Escorpião”, na TVI.

Futebol, costuma ver?

Gosto mais de ir ao estádio, mas quando não posso tenho de ver o meu Braga ou a Seleção na televisão. Não quero nem saber do Sporting, do Benfica ou do Porto para coisa nenhuma, nem como simpatizante! (risos)

“Reality shows” como o “Big Brother” e a “Casa dos Segredos” fazem parte dos seus hábitos de consumo televisivo?

Acompanhei todos os “Big Brothers” e “Casas dos Segredos”, talvez menos a última edição deste segundo “reality show”, porque o horário não me permitiu. Mas fui acompanhando… Aliás, é impossível não acompanhar porque, mesmo não vendo, tinha depois o Nuno Eiró que me ia contando tudo a caminho do “Somos Portugal” e eu estava sempre a par de todas tricas (risos).

Marcelo Rebelo de Sousa, José Sócrates, Marques Mendes, Santana Lopes. Qual destes comentadores políticos será o melhor?

Marcelo Rebelo de Sousa, sem sombra de dúvidas. Gosto muito dele e como está há muito tempo na TVI já tive o prazer de privar algumas vezes com ele. Por isso, não consigo dissociar o respeito que sinto por ele. É muito inteligente, é brilhante, é incisivo, assertivo… gosto mesmo.

Quais os atores/atrizes, nacionais e estrangeiros/as, que mais gosta de ver em ação na TV?

Gosto de dois extra-terrestres, dois seres de outra galáxia: Daniel Day-Lewis e Meryl Streep. Curiosamente, o ano passado, receberam o Óscar da mão um do outro. São maravilhosos.

Se tivesse de eleger o/a melhor apresentador/a na área do entretenimento, quem escolheria?

Jimmy Fallon, que agora veio substituir o Jay Leno no “Late Night”, e o Ryan Seacrest (“American Idol”), que faz tudo e que, inclusive, inventou o “Keeping Up With The Kardashians”. É muito bom! Gostava que houvesse um Ryan Seacrest em Portugal.

Se tivesse poderes para alterar uma coisa que fosse no funcionamento e oferta dos canais nacionais, por onde começaria?

Gostava que passassem mais “talent-shows” e programas de produção nacional. Acho extraordinário quando há ideias portuguesas postas em prática e que resultam. Julgo que temos grandes cabeças, grandes criativos. Gostava que apostássemos em criativos nossos, sobretudo em programas de entretenimento.

Comentários